Em derby londrino, Chelsea visita Arsenal

Arsenal e Chelsea vivem situações distintas na tabela (Foto: Premier League)
Arsenal e Chelsea vivem situações distintas na tabela (Foto: Premier League)

Após empatar de forma emocionante contra o Everton na última rodada, com gol de John Terry no apagar das luzes, o Chelsea volta a entrar em campo neste domingo (24), pela Premier League. O adversário dos Blues será o rival Arsenal, atual líder da competição. A partida acontece no Emirates Stadium, está marcada para às 14h00 (horário de Brasília) e terá transmissão do canal FOX Sports. Você também acompanha tudo sobre o enfrentamento em nosso twitter, o @Chelseabrasil.

Hiddink espera poder contar com Hazard e Diego Costa

Recuperado de lesão na virilha, o belga Eden Hazard voltou a treinar com seus companheiros durante a semana e pode ser uma novidade para a partida contra o Arsenal. O camisa 10 esteve afastado do time nas últimas duas rodadas, após deixar a partida contra o Crystal Palace lesionado. Por outro lado, Diego Costa sofreu uma pancada muito dura na canela no último jogo e é dúvida, tendo sua presença esperada, mas não confirmada. O colombiano Falcao García segue fora, com um problema na coxa.

Sánchez e Özil estão de volta

O treinador Arsène Wenger tem boas notícias para o confronto contra os Blues. A decisiva dupla formada pelo chileno Alexis Sánchez e pelo alemão Mesut Özil está recuperada de lesão e deve ser titular. No entanto, o comandante francês também tem problemas para escalar sua equipe. Embora esteja recuperado, é improvável que o volante Francis Coquelin retorne ao time e outras peças como Santi Cazorla, Danny Welbeck e Jack Wilshere seguem sendo baixas e estão fora.

Prováveis escalações

Chelsea (4-2-3-1): Courtois; Ivanovic, Zouma, Terry, Azpilicueta; Mikel, Fàbregas; Willian, Oscar, Hazard (Pedro); Diego Costa (Rémy). Téc.: Guus Hiddink

Arsenal (4-2-3-1): Cech; Bellerín, Koscielny, Metersacker, Monreal; Flamini, Ramsey; Sánchez, Özil, Walcott; Giroud. Téc.: Arsène Wenger

Entrevistas Pré-Jogo

Guus Hiddink (Chelsea)

Hiddink falou sobre a expectativa de retorno de Hazard (Foto: Chelsea FC)
Hiddink falou sobre a expectativa de retorno de Hazard (Foto: Chelsea FC)

Antes do importante confronto contra o Arsenal, Hiddink falou sobre as situações de Hazard e Diego Costa e da equipe, como um todo.

“Ele (Hazard) foi bem preparado pelos fisioterapeutas até dois dias atrás, quando começou a participar de ações de formação. Ontem e hoje ele esteve em pleno compromisso com o primeiro treinamento da equipe para estar disponível. Não tenho certeza se ele poderá jogar os 90 minutos ainda, temos que considerar nas próximas horas se ele vai começar. Vamos decidir no dia do jogo.

(Diego Costa) não (treinou) muito, mas ele esteve ontem (no treinamento) e hoje ele esteve disponível também. Eu não quero voltar ao passado. Domingo será um novo dia. Não vi as imagens de sua suspensão pela FA.

Sobre a experiência desta temporada, especialmente nos últimos jogos, ele (Diego) é de grande valor para nós. Eu gosto dele focado nisso (marcar gols). O foco é sobre o que ele é bom e ele está fazendo isso.

Como eu disse antes, não posso garantir nada (sobre o comportamento dos jogadores), pois não estamos lidando com máquinas, estamos lidando com seres humanos. Quando ele (Costa) está se concentrando no que é bom, ele é de grande valor.

Por um lado, estamos invictos desde dezembro. Por outro lado, não podemos estar totalmente satisfeitos com todos os resultados. Temos que dar o próximo passo e não cair de volta à consistência: um dia bom, um dia ruim. Metade de um jogo bom e metade de um jogo ruim.” 

Arsène Wenger (Arsenal)

Wenger destacou que seus jogadores têm que manter a disciplina (Foto: Getty Images)
Wenger destacou que seus jogadores têm que manter a disciplina (Foto: Getty Images)

Em sua coletiva, Wenger falou sobre a forma atual de seu time e sua experiência, garantindo que um bom resultado contra o Chelsea passa pela manutenção da disciplina de seus jogadores, evitando cartões.

“É outro (jogo) em que podemos mostrar o quanto evoluímos. É outro jogo em que as pessoas olharão para nós para ver como nos comportamos, porque, mesmo que o Chelsea não esteja na melhor colocação, você olha para o seu elenco.

É um grande jogo por causa da qualidade dos jogadores no campo e tem grande importância para nós porque jogamos no Emirates Stadium e sabemos que será importante vencer esse tipo de jogo.

Certamente nós provamos nosso potencial de luta (nesta temporada) por meio de uma grande solidariedade, por meio de uma ótima união e também porque nós somos ambiciosos e temos mais experiência do que no passado. Uma das vantagens de ter jogadores experientes é o fato de que eles sabem que às vezes (o jogo) é tudo sobre luta e nem sempre sobre jogar bem.

Estamos convencidos de que nosso retrospecto contra grandes oponentes está ligado à disciplina. Naquele dia (último confronto entre Chelsea e Arsenal), nós sofremos porque fomos um pouco sem sorte em razão de algumas decisões do árbitro. Na média, a longa distância, acredito que temos um retrospecto muito forte na frente disciplinar na Premier League. Queremos manter isso.”

Último encontro

Zouma foi decisivo no último encontro (Foto: John Walton/PA)
Zouma foi decisivo no último encontro (Foto: John Walton/PA)

A última vez em que Chelsea e Arsenal se enfrentaram foi na 6ª rodada da atual edição da Premier League. Na oportunidade, os Blues venceram os rivais por 2×0, em Stamford Bridge. Aos 53 minutos Kurt Zouma abriu o placar e, aos 90, Calum Chambers marcou contra, dando números finais ao clássico. O confronto também foi marcado por uma confusão entre Diego Costa e Gabriel Paulista.

Fique de olho

Özil faz temporada brilhante (Foto: Getty Images)
Özil faz temporada brilhante (Foto: Getty Images)

Mais regular do que nunca, o alemão Mesut Özil tem dado um verdadeiro espetáculo particular nas partidas do Arsenal. Com a longa ausência de Alexis Sánchez, o jogador assumiu a responsabilidade e tem conduzido seu time à frente. Na Premier League, em 20 partidas, o jogador proveu 16 assistências, recorde absoluto da competição. Além disso, é também o atleta que mais oportunidades de gol criou na competição, com 70, média de 3,5 por partida. Um bom resultado contra os Gunners passa por uma forte marcação sobre Özil.

Curiosidades

– Os rivais se enfrentaram 186 vezes na história. Ao todo, o Chelsea tem 60 vitórias, 54 empates e 72 derrotas;

– A maior goleada da história do confronto aconteceu na temporada 2013-2014, ocasião em que os Blues castigaram o rival com uma pesada goleada por 6×0, com gols de Samuel Eto’o, André Schürrle, Hazard, Oscar (2) e Mohamed Salah;

– O Arsenal não marcou um gol sequer nas últimas oito horas e dois minutos de Premier League contra o Chelsea;

– A maior vitória do Chelsea contra o Arsenal no Emirates Stadium, válida pela Premier League, aconteceu em 2009, ocasião em que os Blues, treinados por Hiddink, venceram por 4×1;

– Desde 2011 o Chelsea não perde para o Arsenal na Premier League (5V e 3E).

Category: Competições

Tags:

Article by: Wladimir de Castro Rodrigues Dias

Advogado graduado pela PUC Minas, mestrando em Ciências da Comunicação (Universidade do Minho), 24 anos. A preferência é o futebol bretão, mas me interesso pelo esférico rolado em qualquer terra. Desde a infância, tenho no atacante Marques e no argentino Pablo Aimar referências; o melhor jogador que vi jogar foi o lúdico Ronaldinho Gaúcho, na temporada 2004/05. Também no O Futebólogo, no Doentes por Futebol e na Corner.