Chelsea tenta fazer com que cartões amarelos sejam anulados para as finais da Champions League

O Chelsea se classificou em cima do Barcelona de forma heróica, depois de ter John Terry expulso e Gary Cahill substituído por lesão. Mesmo classificando o time londrino terá problemas para a final de 19 de maio, contra o Bayern de Munique, no estádio Allianz Arena. Ramires, Branislav Ivanovic e Raul Meireles também estão suspensos por ser advertido com cartão amarelo.

Sabendo destes problemas a diretoria do Chelsea já está se movimentando para mudar a conjuntura atual. Por meio da Fifpro (Federação Internacional de Jogadores de Futebol Profissionais ) o clube tenta anular os cartões amarelos dos jogadores que são vitais para esta final. O argumento usado pelo jurídico do time inglês é que na Eurocopa os cartões são zerados nas quartas-de-finais.

– Qualquer um pode cometer uma ofensa séria na semifinal, receber um cartão vermelho e estar fora da final. Mas as ofensas que resultam em um cartão amarelo não justificam a punição de estar fora da partida de sua vida. Olha o exemplo do Alaba (do Bayern), que a bola bateu nele. Não é certo que um jogador como ele fique de fora da final da Liga dos Campeões. Alguns dizem que essa medida daria a ‘licença’ para alguns jogadores chutarem todo mundo durante a semifinal, mas isso não faz sentido – disse Simon Barker, representante da (FIFpro). (Créditos Globoesporte.com)

No Bayern quem não poderá jogar é Alaba, meio campista do time alemão. Além dele, Luiz Gustavo e Badstuber.

As informações são do jornal “The Sun”.

Category: Competições

Tags:

Article by: Renato Felipe