Chelsea enfrenta Morecambe na Copa da Inglaterra

Chelsea aguarda decisão sobre jogo da Copa da Inglaterra

Chelsea e Morecambe, jogo válido pela Copa da Inglaterra, está agendado para 10 de janeiro, em Stamford Bridge. Entretanto, a equipe da League Two se pronunciou oficialmente sobre casos de Covid-19 em seu departamento de futebol. Como consequência, o centro de treinamento dos Shrimps está fechado por prazo de 10 dias, segundo nota oficial do clube.

Anteriormente, o Morecambe declarou que os dois jogos na competição de acesso, contra o Bolton Wanderers e Bradford, seriam adiados. Os duelos estavam previstos para os dias 29 de dezembro e 2 de janeiro, mas a EFL confirmou ao cancelamento dos duelos.

Até o momento, a FA ainda não oficializou o adiamento de Chelsea e Morecambe. Entretanto, a equipe iniciou o seu isolamento no dia 28 de dezembro. Ou seja, o cenário é improvável para a realização do embate no dia 10 de janeiro. Por isso, na segunda-feira, dia 28, o clube veiculou uma nota oficial sobre atual situação.

A nota oficial dos Shrimps

‘O clube informou à EFL que não seria capaz de cumprir os compromissos após os recentes testes positivos de Covid-19. E a exigência de que os jogadores e a equipe se isolassem por 10 dias de acordo com as orientações da EFL e do governo para mitigar o risco de mais infecção”, iniciou o Morecambe.

Posteriormente, Mick Horton, dirigente do clube, também se pronunciou. “É muito decepcionante ter tomado essa decisão. Mas o bem-estar de nossos jogadores, equipe e adversários continua sendo a prioridade. Após conversas detalhadas com as autoridades competentes, decidimos fechar nosso campo de treinamento por 10 dias. Em nome do clube, desejo a todos os afetados uma recuperação rápida”, afirmou Horton.

Por fim, o Fulham confirmou casos de Covid-19 no elenco de Craven Cottage. Por isso, Tottenham e Fulham não mediram forças  na quarta-feira (30) na Premier League. Ou seja, Manchester City, Morecambe e Fulham, os três próximos adversários do Chelsea, confirmaram casos do novo coronavírus nos respectivos planteis.

Daily Mail aponta disparidade em relação aos clubes da Premier League

Segundo o jornal inglês, ao contrário da Premier League, não há testes regulares para jogadores e funcionários na EFL. A organização não pretende ampliar seu programa nacional além da semana que vem. Ao invés disso, a entidade insiste que a prioridade é que os clubes sigam os protocolos de segurança já existentes. Ou seja, se as equipes quiserem realizar testes regulares, elas mesmas deverão pagar as taxas.

O Mail Online afirma que: “Os testes e o protocolo custam cerca de £7.500 por semana – um valor que muitos clubes sem dinheiro não podem pagar. Por isso, as equipes querem que o governo intervenha e faça do extenso programa de testes da próxima semana a norma, ao invés da exceção”, apontou.

Antes dos jogos da terceira rodada da FA Cup, no fim de semana que vem, a FA concordou em testar todos os times que não fazem parte da Premier League. 72 horas antes do início do jogo. Se algum clube for incapaz de cumprir seu compromisso, devido a um surto, ele terá que solicitar uma revisão à FA, concluiu o jornal.

Category: Competições

Tags:

Article by: João Vitor Marcondes

Taubateano e jornalista.