Duelo de Blues na Euro 2020

Análise Tática: jogadores do Chelsea por suas seleções na Euro 2020

Há mais de uma semana, a Euro 2020 teve seu tão esperado início. Neste sentido, com a Fase de Grupos encerrada, alguns jogadores do Chelsea atuaram por suas seleções (e até foram eliminados). Todavia, os blues estiveram cumprindo funções diferentes das quais conhecemos.

Entre os destaques: estão Jorginho, N’golo Kanté, Mason Mount e Billy Gilmour. Em suma, os atletas chamaram a atenção dos telespectadores pelo seu desempenho. Ademais, para observá-los com atenção, preparamos esta análise dos blues em alguns jogos no torneio.

Jorginho – Itália

De pronto, pela seleção o volante Jorginho atua pela mesma posição em clube. Contudo, cumpre papéis diferentes. Um deles é na fase de construção. Em conclusão, sua participação é maior pela Azurra do que pelo Chelsea.

O jogador ítalo-brasileiro é o grande organizador do jogo da Itália,  junto a Locatelli. Quando no ataque, o time de Roberto Mancini gosta de inverter o jogo e girar a bola até achar um espaço considerável. Portanto, Jorginho é fundamental nessa estratégia.

Atleta cumpre um papel diferente na Seleção

No exemplo abaixo, Jorginho procura seus colegas de equipe antes de receber a bola. Em resumo, ele enxerga, domina e executa o passe.

Acompanhe a movimentação do meia
Jorginho é o motor da equipe italiana

Além de dominar a posse de bola no ataque e sair jogando com ela, a seleção italiana também usa estratégias para atrair o adversário. Desta forma, consegue superá-lo por meio de passes de ruptura. E, como primeiro volante, o jogador do Chelsea é essencial no esquema.

Movimentação do blue

Na ocasião acima, Bonucci efetuou o passe e Jorginho teve campo livre para conduzir a bola e levar o time ao ataque.

Por último, conseguimos notar que a Itália é uma das seleções mais intensas do campeonato, sufocando os rivais do início ao fim. Neste sentido, Jorginho também participa dos momentos de pressão alta da equipe.

Ítalo-brasileiro na pressão

Ele costuma pressionar os volantes adversários, impedindo que a bola chegue aos seus pés.

Kanté – França

Outro meio-campista blue, Kanté tem um posicionamento e uma função diferente na seleção francesa. De antemão, N’golo assume a posição de primeiro homem na volância da equipe comandada por Didier Deschámps.

Em outras palavras, ele protege a área e distribui a bola com os laterais e jogadores de ataque. Função normalmente tomada por Jorginho no Chelsea.

A seguir, um momento de Kanté protegendo a área:

Kante é outro blue em campo na Euro

Conforme dito acima, o francês também atua distribuindo a bola para jogadores avançados:

Mudança de posicionamento do francês
Francês se movimenta no meio
Acompanhe a movimentação de Kante

Mason Mount – Inglaterra

Entre os nomes presentes nesta análise, Mount talvez seja o jogador do Chelsea com menos variações táticas na seleção que representa.

Assim sendo, com a bola no campo de ataque ele normalmente se posiciona no lado esquerdo, mais próximo ao corredor central.

Posicionamento de Mount
Inglês tem sido destaque na criação de jogadas

Entretanto, com a bola no campo de defesa, Mount costuma se posicionar em amplitude. Ou seja, aberto e encostado na linha lateral esquerda.

Pressionando o adversário próximo de sua área, Mount costuma avançar no volante. Neste sentido, agia para bloquear a chegada de um passe nesse jogador.

Mount na pressão de Gilmour
Mount também ajuda na marcação

Na partida da Inglaterra contra a Escócia, Mason e Gilmour tiveram um interessante duelo. Na zona do meio de campo ou no 1º terço, ambos marcavam as jogadas de cada um e impediam progressões.

Billy Gilmour – Escócia

Continuando com o jogo de Wembley entre ingleses e escoceses, Gilmour teve mudanças táticas para este jogo.

Nos poucos minutos de posse de bola da Escócia, Billy teve a mesma função de Jorginho e Kanté por suas seleções. Em síntese, receber de frente para a defesa e distribuir a bola para companheiros avançados ou laterais.

Billy foi destaque pela Escócia
Jovem escocês foi Homem do Jogo
Billy dominou o meio
Billy Gilmour não ajudou apenas na criação, mas na proteção da zaga

Gilmour pressionava no lado direito quando os escoceses desejavam roubar a bola no ataque. Durante toda a partida, o jovem volante teve preferência por esse lado.

Pressão na lateral
Posicionamento sem a bola de Gilmour

Por fim, Gilmour também exerceu uma função em bloco. E mais uma vez pelo lado direito.

Posicinamento tático
Veja a composição tática de Gilmour

Category: Competições

Tags:

Article by: Guilherme Néri