Com riscos de ser proibido de contratar, Chelsea nega violação de regras no caso Traoré

Após os temores de haver uma proibição de contratações imposta pela Fifa, o Chelsea está confiante de que não violou nenhuma regra ao colocar em campo Bertrand Traoré em uma partida amistosa. O jogador, que defende a seleção de Burkina Faso, tinha na época 16 anos de idade.

Traoré transferiu-se para o time profissional do Chelsea no dia 1 de janeiro de 2014, logo no primeiro dia da janela de transferências do inverno europeu e após o jogador ter completado 18 anos. Antes da aquisição do registro do atleta, foi oferecido um’contrato de opção’ que, segundo o clube, o permitiria participar de partidas-teste. Traoré jogou na base do Auxerre, da França, antes de assinar com os Blues.

O jovem atacante foi fotografado jogando em uma partida sub-18 contra o Arsenal no Emirates Stadium, no dia 23 de outubro de 2011, quando ele tinha apenas 16 anos, em um jogo no qual os clubes consideraram ‘não-competitiva’.

De acordo com as regras da Fifa, é proibida a transferência internacional de jogadores menores de idade – 18 anos. O Real Madrid e o Atlético de Madrid sofreram recentemente embargos pelas duas próximas janelas de transferências por terem supostamente infringido esse regulamento. Ambos os clubes planejam entrar com recurso contra essas sanções. Ainda na Espanha, o Barcelona foi proibido de realizar contratações em 2014 por ter violado essas mesmas regras, tendo sido permitido de registrar novos jogadores apenas em janeiro deste ano.

O porta-voz do Chelsea declarou:

“Bertrand Traoré foi registrado pelo Chelsea em janeiro de 2014 em conformidade com as regras da FA e da Premier League. Antes dessa data, ele era parte de um contrato de opção que permitiu o clube adquirir seu registro em janeiro de 2014. O contrato de opção foi registrado e aprovado tanto na FA quanto na Premier League.”

A Fifa ainda não confirmou se o clube inglês está ou não sob investigação por conta do caso de Traoré. Em entrevista à PA Sport, um porta-voz da entidade afirmou:

“Não estamos em uma posição de comentar em nenhuma dessas investigações que estão em andamento para não comprometer o processo, nem de comentar sobre a existência ou não de investigações em processo.”

Para a Premier League, todas as regras foram cumpridas quando o jogador assinou seu contrato profissional em 2014.

As transferêncis internacionais de jogadores menores de 18 anos somente são permitidas se o atleta em questão cumprir um desses três critérios: se os pais do jogador mudarem para um novo país por conta de motivos fora do futebol; se eles forem originários de outra nação dentro da União Europeia ou da Área Econômica Europeia e com idade entre 16 e 18 anos; ou se eles morarem dentro de um raio de 100km de distância para o clube. Não está claro se Traoré – que nasceu em Bobo-Dioulasso e brilhou com 14 anos na Copa do Mundo Fifa Sub-17 em 2009 – cumpre o primeiro critério, mas o ministro dos esportes de Burkina Faso, Jean-Pierre Palm anunciou em agosto de 2010 que o jogador poderia assinar com o Chelsea.

Bancado pelo clube londrino, Traoré passou a frequentar a Whitgift School em Croydon, entre 2011 e 2013, onde ele foi supervisionado pelo ex-zagueiro Colin Pates, então chefe de futebol. José Mourinho, treinador dos Blues na época, o colocou para teste em uma turnê de pré-temporada do clube na Malásia, Tailândia e Indonésia no verão de 2013, em que Traoré marcou um gol contra os XI da Malásia em Kuala Lumpur. Após a passagen do Chelsea pela Ásia, o treinador português afirmou:

“Queremos mantê-lo. Teremos que esperar até ele completar 18 anos para tentar pegar uma permissão para que ele continue na Inglaterra. São as regras e temos que aceitá-las. Ele joga por sua seleção. Cedo ou tarde o comitê terá que dar a ele uma permissão para jogar na Ingleterra.”

Traoré, hoje com 20 anos, estava emprestado ao Vitesse Arnhem, da Holanda, e poderá ser emprestado para outro clube antes do fechamento da janela de transferências de inverno. Em 2010, o Chelsea viveu caso parecido: obteve sucesso após recorrer à decisão da Corte Arbritária do Esporte, que havia proibido o clube de realizar transferências por conta da contratação do francês Gaël Kakuta, vindo do Lens. Hoje o atleta joga pelo Sevilla, na Espanha.

Category: Chelsea Football Club

Tags:

Article by: João Palma