james mane

Chelsea e Liverpool: as estatísticas do confronto

Chelsea e Liverpool se enfrentam no domingo (20), às 12h30, em jogo válido pela segunda rodada da Premier League 2020/21. As duas equipes venceram na primeira rodada e buscam continuar com o 100% de aproveitamento na tabela de classificação. Primeiramente, o Chelsea que venceu o Brighton por 3 a 1, no Amex Stadium, em Brighton. Posteriormente, o Liverpool que recebeu o Leeds United, em Anfield, com vitória da equipe vermelha por 4 a 3.

Por isso, o Chelsea FC levantou algumas estatísticas sobre o duelo do final de semana. Além disso, o clube abordou algumas marcas importantes da história do time de Stamford Bridge. Confira.

Chelsea e Liverpool

  • O Chelsea venceu um dos últimos 11 duelos contra o Liverpool na Premier League. Foram cinco vitórias do Liverpool e cinco empates. Por outro lado, a vitória londrina ocorreu em Maio de 2018, graças ao gol de Olivier Giroud.
  • Primeiramente, o Liverpool venceu apenas um dos primeiros 16 jogos como visitante contra o Chelsea. Entretanto, a equipe de Anfield conseguiu vencer seis dos últimos 12 duelos na casa do Chelsea, em jogos válidos pela Premier League.
  • Em todas as competições, o Chelsea não marcou em apenas uma partida dos últimos 23 encontros com o Liverpool. A derrota de 2 a 0, em Anfield, na temporada 2018/19.
  • Liverpool visitará Stamford Bridge na Premier League, em setembro, pelo terceiro ano consecutivo.

A maior vitória de cada time

  • Chelsea 6-1 Liverpool – 1937/38 – Division One
  • Liverpool 6-0 Chelsea – 1934/35 – Division One

Além disso, a maior vitória do Liverpool em Stamford Bridge foi um 5 a 2, em 1989/90.

Último jogo

Chelsea 1 Liverpool 2
Premier League, Stamford Bridge, 22.09.19

Chelsea (4-3-3) Arrizabalaga; Azpilicueta (c), Christensen (Zouma 42), Tomori, Emerson (Alonso 15); Kante, Jorginho, Kovacic; Willian, Abraham (Batshuayi 76), Mount
Substituições não realizadas: Caballero, Barkley, Pedro, Pulisic
Técnico Frank Lampard
Cartões amarelos: Tomori 20, Kovacic 84, Alonso 90+4
Gol: Kante 71

Liverpool (4-3-3) Adrian; Alexander-Arnold, Matip, Van Dijk, Robertson; Henderson (c) (Lallana 84), Fabinho, Wijnaldum; Salah (Gomez 90+2), Firmino, Mane (Milner 71)
Substituições não realizadas: Kelleher, Oxlade-Chamberlain, Shaqiri, Brewster
Técnico: Jurgen Klopp
Cartões amarelos: Alexander-Arnold 56, Fabinho 78, Milner 86
Gols: Alexander-Arnold 14, Firmino 30

Árbitro Michael Oliver
Público: 40,638

O Chelsea

  • A equipe londrina está invicta nos últimos 13 duelos de Premier League, em casa, contra os campeões da temporada anterior. Inclusive, com vitórias nos últimos três duelos.
  • O Chelsea venceu 14 dos últimos 17 jogos inaugurais em casa na Premier League. Por outro lado, o time londrino perdeu apenas uma partida: Burnley, em 2017.
  • Liverpool foi uma das três equipes que venceram os dois jogos de Premier League contra o Chelsea na temporada passada. West Ham e Manchester United repetiram o feito.
  • Reece James é o sexto jogador de 21 anos – ou menos – que marcou um gol para o Chelsea na desde o início da temporada passada. Callum Hudson-Odoi, Mason Mount, Christian Pulisic, Fikayo Tomori and Tammy Abraham foram os outros atletas.

Marcas importantes

  • A próxima atuação de Jorginho será a 100ª partida do ítalo-brasileiro com a camisa do Chelsea em todas as competições. Ou seja, na partida 99 – contra o Brighton – ele foi autor de um dos gols do embate.
  • Com a vitória frente ao Brighton, o Chelsea é o terceiro clube que alcança a marca de 2000 pontos na Premier League. Manchester United (2234) e Arsenal (2014) também são integrantes do “Clube dos 2000”.
  • Além disso, a vitória contra o Brighton foi a 600ª vitória do clube na Era Roman Abramovich. Por outro lado, foi a vitória 400 na Premier League desde 2003.
  • Por fim, Marcos Alonso completou 150 partidas com o uniforme do Chelsea em todas as competições. O feito foi alcançado no Amex Stadium.

Confira mais estatísticas de Chelsea e Liverpool no site oficial do clube. 

Category: Chelsea Football Club

Tags:

Article by: João Vitor Marcondes

Taubateano e jornalista.