Cahill esquece lesão que o tirou da Euro e foca mais conquistas

Cahill voltou a seleção inglesa após ter sido cortado da Euro. (Foto: bbc.co.uk)

O zagueiro do Chelsea Gary Cahill teve uma temporada 2011/12 muito movimentada. Na primeira metade o atleta atuou pelo Bolton, onde se destacou e foi convocado para seleção inglesa. Em janeiro foi para o Chelsea e foi peça fundamental nas conquistas da FA Cup e da UEFA Champions League. Depois disso o atleta foi convocado por Roy Hodgson para fazer parte da seleção inglesa que disputaria a Eurocopa na Polônia e na Ucrânia, mas ficou de fora após sofrer uma lesão na mandíbula em amistoso contra Bélgica.

Depois da vitória contra a Itália, na sua volta ao English Team, o zagueiro falou sobre como foi ter ficado de fora da Euro – “Futebol é uma montanha russa. Uma hora você vence a Champions League, depois você fica de fora da Euro por lesão. Foi um pesadelo. Emocionalmente é muito frustrante ouvir o hino sendo tocado e não poder defender sua nação.

A minha lesão poderia ter sido evitada. Não acho que Mertens estava premeditado a me machucar. Foi uma jogada boba e infelizmente aconteceu. Não tem como voltar atrás e mudar aquilo, você precisa aceitar e seguir em frente. Foi um momento difícil,” – disse Cahill sobre a jogada de sua lesão, causada pelo belga Dries Mertens após uma dividida desnecessária.

Ao falar do Chelsea, o zagueiro falou sobre as novas contratações e sobre a Premier League, – “É legal, chegou gente nova e se nós conseguirmos repetir o futebol  do final da última temporada será melhor ainda. Ficamos muito atrás do City na temporada passada, mas nessa não poderemos perder pontos importantes como perdemos na última temporada.”

Para finalizar, Cahill falou sobre a aposentadoria se seu antigo companheiro de clube Fabrice Muamba, que sofreu uma parada cardio-respiratória em uma partida durante a temporada passada, – “É triste. Tão jovem e ter que acabar sua carreira, mas o que realmente importa é sua saúde e acho que seria surpreendente se ele voltasse aos gramados. O importante é estar em pé ao lado de sua família. É muito chato isso, mas tenho certeza que ele seguirá em frente na sua vida,” – concluiu Cahill.

Category: Chelsea Football Club

Tags:

Article by: Lucas Carvalho