Buck está contente

Bruce Buck, Presidente do Chelsea, fala sobre demissão de Mourinho

Presidente comentou saída de Mourinho (Foto: Chelsea FC)
Presidente comentou saída de Mourinho (Foto: Chelsea FC)

Logo depois da polêmica e repercutida demissão de José Mourinho do cargo de treinador do Chelsea, Michael Emenalo falou sobre a escolha pelo saque do treinador e afirmou que havia mesmo um atrito entre jogadores e o português. Agora foi a vez de Bruce Buck, Presidente do Chelsea desde 2003, falar sobre a demissão, reconhecendo a história de Mou no clube e reafirmando o respeito por ele, alem de afirmar que a decisão não foi tomada num impulso:

“Temos recebido muitas cartas e e-mails de fãs ao longo das últimas semanas que expressam uma grande variedade de pontos de vista. Apesar de não podermos responder a cada um, agradeço a vocês por tomarem o tempo para entrar em contato conosco com seus pensamentos. Lemos e consideramos as mensagens de todos vocês.

Posso assegurar-lhes que (demitir Mourinho) não foi uma decisão fácil de se tomar, nem foi uma decisão tomada no impulso do momento. O Sr. Abramovich e o conselho discutiram angustiosamente sobre ela durante algum tempo. Mas o início que fizemos para a temporada chegou como uma grande decepção para o proprietário, a diretoria e os fãs do Chelsea em todo o mundo e eu acho que é justo dizer que ninguém esperava estar na posição em que estamos. Por favor, acredite em mim quando eu digo que a decisão foi tomada por nenhuma outra razão do que fazer o que acreditamos que é o melhor interesse do clube.

Não vamos esquecer o que José alcançou aqui durante dois períodos como treinador. Ele foi o líder de alguns de nossos triunfos mais importantes e sempre teremos uma enorme quantidade de respeito por ele. Mas agora temos de olhar em frente e, a fim de tentar tirar o máximo do que resta desta campanha, acreditamos que era necessária uma mudança no comando da equipe.

Ainda há muito para jogar: pontos da Premier League, FA Cup e Liga dos Campeões, e nós queremos fazer o máximo em todas essas competições.”

Nós somos um dos maiores clubes do mundo e estamos determinados a ser uma unidade coletiva para voltar para onde deveríamos estar. Nós não podemos fazer isso sem vocês (os fãs), estando totalmente junto de nós. Precisamos estar todos juntos daqui para frente.”

A mensagem de Buck por união entre torcedores e o clube acontece logo após manifestações da torcida nas redes sociais e principalmente em Stamford Bridge, onde o Chelsea disputou a primeira partida após a demissão de Mourinho. No estádio torcedores cantaram o nome do treinador e vaiaram alguns jogadores que entraram em campo na partida, como Cesc Fàbregas e Diego Costa.

Para tentar resgatar o clima de opinião no elenco azul, Guus Hiddink foi indicado com a missão de reerguer o time até o fim da temporada. O holandês, em sua primeira passagem no clube, assumiu o clube numa situação semelhante, após a demissão de Felipão, também com atritos com as principais estrelas do time. Hiddink tem seu contrato até o fim da temporada.

Category: Chelsea Football Club

Tags:

Article by: Márcio Canedo