Blog: Por onde andam os campeões da FA Cup Youth 09/10

Após a saída de Ancelotti, McEachran foi emprestado a vários clubes. Atualmente, ele está no Wigan (Foto: Wigan Athletic)
Após a saída de Ancelotti, McEachran foi emprestado a vários clubes. Atualmente, ele está no Wigan (Foto: Wigan Athletic)

Cheio de promessas com muito potencial, o elenco do Chelsea sub-18 que foi campeão da FA Youth Cup 2009/10 foi o primeiro time da base dos Blues a ganhar o título desde o começo da década de 60, que contava na época com futuras estrelas como Ron Harris, Bobby Tambling, Peter Bonetti e Terry Venables. Na temporada seguinte (2010/11), os jovens foram campeões da Premier Reserve League. Apesar dessa incrível safra de talentos, nenhum dos jogadores deixou sua marca na equipe principal.

TITULARES:

Sam Walker (22, goleiro): Colchester United

Vindo das categorias de base do Millwall, Walker parecia ser um talento promissor, sofrendo apenas três gols durante todo o torneio. Após o título, ele foi emprestado a várias equipes de divisões inferiores, como Barnet, Northampton Town, Yeovil Town, Bristol Rovers e Colchester United. Esta temporada é a sua melhor até agora, ele está tendo muitas oportunidades na equipe da League One. Em janeiro o empréstimo com o Colchester chegou ao fim, mas o clube conseguiu a contratação do goleiro de forma permanente, em um contrato de 18 meses.

Billy Clifford (21, lateral direito): Royal Antwerp

Billy Clifford entrou no Chelsea com apenas 7 anos e passou a maior parte de sua carreira na lateral direita. Com as ótimas atuações no torneio, Billy ganhou seu primeiro contrato profissional e chegou a estar entre os substitutos de uma partida da Champions League fora de casa contra o Spartak Moscow. Billy não teve oportunidades no time principal, mas manteve o bom desempenho nas categorias de base, o que lhe rendeu uma extensão de contrato até 2015. Primeiro veio um empréstimo para o Colchester, onde teve uma boa passagem. Em seguida ele foi para o Yeovil Town, onde não teve muitas oportunidades (apenas uma, para ser exato). Billy jogou alguns jogos pelo Chelsea sub-21 nesta temporada, e recentemente foi emprestado ao Royal Antwerp, clube da segunda divisão belga.

Rohan Ince (21, zagueiro): Brighton & Hove Albion

Assim como Clifford, Ince começou sua carreira no Chelsea com 7 anos e assinou seu primeiro contrato como profissional logo após o título da FA Youth Cup. Infelizmente, Ince foi prejudicado por lesões que tornaram difícil sua permanência no Chelsea sub-21. Ince foi emprestado ao Yeovil no início da temporada passada, mas após uma nova lesão ele retornou ao Chelsea, que rescindiu seu contrato em janeiro de 2013. Ince agora joga pelo Brighton e está indo bem por lá, jogando regularmente.

Jeffrey Bruma (22, zagueiro): PSV

Mesmo os torcedores do Chelsea que não acompanham as categorias de base talvez estejam familiarizados com Bruma, pois o holandês chegou a estar na equipe principal do Chelsea por alguns anos. Com 15 anos, Bruma foi contratado do Feyenoord e rapidamente se estabeleceu como um dos melhores jogadores das categorias de base dos Blues. Ancelotti gostava do futebol de Bruma e incluiu-o no banco por alguns jogos, e chegou a estar em campo durante 9 partidas. Bruma chegou a ser convocado para a seleção holandesa enquanto esteve no Chelsea. Porém, com Terry, David Luiz, Alex e Ivanovic para a mesma posição, o Chelsea emprestou o holandês ao Leicester, onde teve uma boa passagem, incluindo alguns gols brilhantes. Na temporada seguinte, ele foi emprestado ao Hamburg na Alemanha, se juntando com Frank Arnesen, ex-diretor esportivo dos Blues. No fim do empréstimo o Hamburg decidiu não contratá-lo, e o Chelsea o vendeu ao PSV por €3 milhões com a opção de comprá-lo de volta. Atualmente, Bruma é um dos titulares do time holandês.

Aziz Deen-Conteh (21, lateral esquerdo): Ergotelis

Aos 13 anos, chegou no Chelsea, vindo do Waterloo FC. Deen-Conteh teve uma passagem curiosa pelos Blues, já que de início ele não tinha posição definida, jogando em qualquer lugar do campo, onde houvesse desfalques. Depois de finalmente decidir sua posição, Deen-Conteh foi convocado algumas vezes para a seleção inglesa sub-19 e recebeu um contrato profissional. Como ele não conseguiu tempo de jogo e o Chelsea não achou times interessados em seu empréstimo, ele foi liberado em 2013. Deen-Conteh chegou a fazer testes no Millwall, mas não teve sucesso, assinando em seguida com o Ergotelis, clube que recentemente chegou à primeira divisão do campeonato grego. Ele também foi convocado várias vezes para a seleção de Serra Leoa, país onde ele nasceu.

Conor Clifford (22, meio campista): Southend United

Conor Clifford foi visto jogando pelo Crumlin United, clube irlandês, e foi trazido para o Chelsea em 2007, onde ele rapidamente ganhou uma bolsa de estudos. Conor foi o capitão dos Blues no torneio, marcando o gol da vitória na final contra o Aston Villa. Na temporada seguinte, ele foi emprestado ao Plymouth Argyle. Conor jogou bem, mas o Plymouth não conseguiu mantê-lo, e em seguida ele foi emprestado ao Notts County, Yeovil, Portsmouth e Crawley Town antes do Chelsea rescindir seu contrato. Desde então, Conor foi contratado pelo Southend United, que disputa a League Two, e está tendo sua melhor temporada até o momento.

Jacopo Sala (22, meia direita): Hellas Verona

Vindo do Atalanta em 2007, Sala começou lentamente e não conseguiu manter a consistência durante seus primeiros anos no Chelsea. Ao longo dos anos, Sala foi utilizado em diversas posições, se acomodando melhor no lado direito do meio campo. Depois de sua performance no torneio, Sala foi visto como uma possível aposta para o futuro, mas foi contratado pelo Hamburg, junto com Bruma. Ele assinou um contrato de três anos antes de ser vendido para o Hellas Verona em 2013.

Aliu Djaló (21, meio campista): Marítimo B

Djaló, ou Kaby, como é mais conhecido, chegou ao Chelsea em 2007, vindo do Boavista. Kaby era considerado um ótimo jogador nas jogadas individuais, mas não se dava bem jogando com seus colegas de time. Ele levou muito tempo para se adaptar ao futebol inglês, mas se tornou um dos melhores jogadores do elenco do Chelsea Reserves após a conquista da FA Youth Cup. Porém, Kaby nunca progrediu o suficiente e foi liberado em 2012, quando ele foi para o Limassol, aonde foi campeão do campeonato cipriota. Em seguida, após testes mal-sucedidos no Estrela Vermelha e no Yeovil, Kaby agora joga no time B do Marítimo na segunda divisão de Portugal.

Gokhan Tore (22, meia esquerda): Besiktas

Contratado no mesmo ano em que o Chelsea ganhou a FA Youth Cup, Tore sempre foi um jogador esforçado e ambicioso. Foi um dos melhores jogadores das categorias de base e com o passar do tempo era esperado que ele chegasse ao time principal. Porém, ele foi mais um dos jogadores que foram levados por Frank Arnesen ao Hamburg. Tore teve uma grande primeira temporada na Alemanha antes de ser vendido para o clube russo Rubin Kazan. Com a venda, os Blues receberam metade do dinheiro (já que ainda possuía metade de seus direitos contratuais), e em seguida ele foi emprestado ao Besiktas. Tore já foi convocado 19 vezes para a seleção turca e é provavelmente o jogador mais bem sucedido proveniente do Chelsea sub-18. No ano passado, ele disse que voltaria ao Chelsea algum dia.

Josh McEachran (20, meia atacante): Wigan

Apesar de já ter sido considerado o jogador mais talentoso das categorias de base do Chelsea, McEachran atualmente é o principal exemplo da incapacidade dos Blues em fazer a transição dos jovens jogadores ao time principal. Josh chegou ao time londrino vindo do Garden City aos 11 anos, e com o tempo se tornou um dos jogadores jovens mais cobiçados da história do Chelsea. McEachran foi o jogador mais brilhante no elenco campeão da FA Youth Cup e foi incorporado ao time de Ancelotti, jogando 17 partidas na temporada após o troféu. McEachran jogou muito bem pelo time principal, e muitos pressionaram para dá-lo um lugar permanente no elenco. Porém, a demissão de Ancelotti atrapalhou os planos do garoto, pois André Villas-Boas não estava interessado em McEachran e limitou suas oportunidades. Após um empréstimo mal-sucedido no Swansea sob o comando de Brendan Rodgers, seu ex-treinador na academia do Chelsea, Josh foi emprestado ao Middlesbrough, onde teve uma boa passagem. No começo da temporada, ele foi ao Watford, onde mais uma vez teve poucas oportunidades, e recentemente foi emprestado ao Wigan.

Marko Mitrovic (21, atacante): Brescia

Os comentários de Mitrovic após sua saída do Chelsea são algo que os torcedores vêm pregando há anos – uma diretoria mais interessada em gastar do que dar uma oportunidade aos jogadores jovens. Mitrovic marcou vários gols para o Chelsea e foi artilheiro da equipe na FA Youth Cup, mas as lesões prejudicaram sua ida ao elenco principal. Uma lesão deixou-o sete meses fora dos gramados, fazendo o atacante perder a maior parte da temporada 2010/11, e outras lesões limitaram ainda mais seu tempo de jogo. O Chelsea liberou o jogador no fim de seu contrato, em 2012. Desde então, Mitrovic joga pelo Brescia, clube da segunda divisão italiana.

SUBSTITUTOS:

Milan Lalkovič (21, atacante): Walsall – Lalkovič ainda é um jogador do Chelsea, porém atualmente está emprestado ao Walsall, time da League One. O jovem atualmente está indo bem lá, e seu contrato com os Blues termina no fim da temporada.

Aldi Haxhia (22, goleiro): Bishop’s Stortford – Haxhia foi liberado logo após o título do Chelsea e, desde então passou por Hayes & Yeading, Kettering e agora joga pelo Bishop’s Stortford pela Football Conference (5ª divisão inglesa).

George Saville (20, lateral): Brentford – Saville foi emprestado no início de 2013 após boa passagem pelo Chelsea sub-21. Atualmente está emprestado ao Brentford, clube da League One, e seu contrato expira no final da temporada.

Ben Sampayo (21, zagueiro): Greenock Morton – No fim de sua bolsa de estudos no Chelsea, Sampayo foi liberado, indo para o Brighton no ano seguinte. Ele passou pelo Chelmsford City da South Conference (6ª divisão inglesa) e recentemente se mudou para o Greenock Morton, da segunda divisão escocesa.

Anton Rodgers (21, meia): Oldham Athletic – O filho de Brendan Rodgers, atual treinador do Liverpool, assinou contrato com o Brighton após ser liberado pelo Chelsea em 2011. Atualmente, ele joga pelo Oldham Athletic, clube da League One.

Category: Chelsea Football Club

Tags:

Article by: Luís Barbosa