Abramovich pode não oferecer mais um ano de contrato à veteranos

Veteranos do Chelsea comemoram o título da FA CUP contra o Liverpool. (Foto: Shaun Botterill).

Segundo o Mirror, após a vitória dos Blues contra o Arsenal por 2×1, no Emirates Stadium, Roman Abramovich avisou que nenhum jogador aos 30 anos de idade deve receber um novo contrato por mais um ano. Dessa maneira, jogadores como Ashley Cole,  Lampard e o capitão John Terry podem estar numa situação desconfortável.

Notícias especulando as possíveis saídas de Cole e Lampard já tornam-se uma realidade. O lateral esquerdo recusou um contrato por um ano recentemente, e pode não renovar mais com o Chelsea para a próxima temporada. Clubes como Manchester United e Paris Saint-German são os mais interessados no lateral. Carlos Ancelotti, ex-treinador do Chelsea, já se mostra otimista com a oportunidade de contar com o jogador no clube francês, e pretende oferecer um pré-contrato em janeiro. Já a possível saída de Cole para o United torna-se improvável, devido a tensa relação do lateral com o zagueiro Rio Ferdinand.

A situação de Frank é a mesma, e segue indefinida. Já existem rumores de que o volante possa a vir jogar no LA Galaxy ao lado de seu compatriota David Beckham. O time americano já  cogita preparar um contrato de dois anos para contar com o volante na próxima temporada.

O contrato de John Terry vai até 2014 e, quando se encerrar, muito provavelmente não será renovado. A situação lembra muito a do ídolo Didier Drogba, o marfinense que, após fazer história na edição da Champions, optou por deixar os Blues e transferiu-se para o futebol chinês.

O treinador Roberto Di Matteo espera que os medalhões permaneçam no clube, visto que são jogadores essenciais para a equipe e que fizeram história no Chelsea ao longo dos anos. Contudo, isso não depende somente dele, e sim dos próprios jogadores que, quando estão nos últimos meses de contrato, já podem negociar com outros clubes.

Dentro os três jogadores, a situação de Lampard é a mais complicada. Após novamente ter começado o jogo no Emirates no banco de reservas, o volante não parece estar feliz com sua situação e, embora queira encerrar sua carreira no Chelsea, todos esses problemas acabam tornando-se insustentáveis, e a chance de Frank atuar pela MLS  só aumenta.

Category: Chelsea Football Club

Tags:

Article by: Lucas Valim Schiavon