Michy Batshuayi tem lugar no “novo” Chelsea?

Michy Batshuay-Atunga foi o primeiro reforço do Chelsea quando Antonio Conte assumiu a posição de técnico.  Ele tinha proposta inicial do West Ham, que ofereceu 35 milhões de euros. O Crystal Palace aumentou a proposta feita ao Olympique de Marselha para 38 milhões de euros.  Logo após a Juventus de Turim fez uma oferta batendo os The Eagles por €1 milhão  a mais – totalizando 39 milhões.  Foi então que o Chelsea fez uma proposta de €40 milhões, o que levou o belga a assinar logo após a sua participação na Euro 2016.

No torneio europeu, Batshuayi entrou nas oitavas de final contra a Hungria, aos 33 do segundo tempo, quando  a Bélgica vencia por 1 a 0.  Fez o gol apenas dois minutos depois de entrar em campo, o que contribuiu para o placar de 4 a 0. Nas quantas, entrou quando faltavam sete minutos. Naquela ocasião, a seleção belga perdia por 2 a 1 para País de Gales, em partida cujo resultado final foi 3 a 1. Assim, três dias depois, Batshuayi assinou de cinco anos com o Chelsea.

Diego Costa e a primeira temporada

Quando Batshuayi chegou, o ataque do Chelsea tinha a sua disposição como centroavante apenas Diego Costa – que, diga-se de passagem, não tinha a confiança total do treinador.  Em números, Batshuayi jogou 20 partidas na Premier League; cinco na FA Cup e três na EFL Cup, fazendo, respectivamente: 5 gols e 1 assistência; 2 gols e 2 assistências e 2 gols.

O problema é que, das 20 partidas na Premier League, o belga totalizou apenas 235 minutos em campo (pouco menos de 3 jogos inteiros); o que sem dúvidas prejudicou muito suas estatísticas.

Temporada 2017-2018

Quando os problemas entre Antonio Conte e Diego Costa – discutidos aqui no site, com os artigos de nossos colunistas Lucas Sanches Decida sua vida, Diego Costa e Túlio Henrique Oficial: Chelsea anuncia acordo com Atlético de Madrid por Diego Costa -, Batshuay, no mínimo, criou expectativas de se tornar o principal atacante dos Blues.  Não parece ser loucura, aja vista que ele foi a primeira contratação do próprio Conte.

A baixa produtividade do belga, no entanto, somada a chegada de Álvaro Morata por uma pequena fortuna, fizeram com que o próprio Conte desse a titularidade ao espanhol. E o que parecia ruim ficou ainda pior.  Em seus primeiros sete jogos na Premier League, Morata contabilizou seis gols e duas assistências.

Com suas chances de se tornar o titular no Chelsea indo pelo ralo e, ao mesmo tempo, a saída de Pierre-Emerick Aubameyang do Borussia Dortmund, o atacante se tornou a grande aposta do clube alemão na temporada.

Borussia Dortmund

Batshuayi assinou com o Dortmund no dia 31 de janeiro, um contrato de seis meses. O mais notável foi que, pelo negócio, o clube alemão pagou apenas £1,35 milhões. Lá, se tornou o único centravante da equipe, pois seus companheiros de setor Andriy Yarmolenko e Cristian Pulisic jogam pela direita; enquanto que Marco Reus, Maximiliam Philip, Jadon Sancho e Andre Schürle jogam mais pelo lado esquerdo. Como central, após a venda de Aubameyang, os auri negros possuíam somente o jovem Alexander Isak.

Jogando a Bundesliga, conseguiu marcar sete gols e dar uma assistência em apenas 10 jogos. Pela Europa League em quatro jogos, marcou dois gols.

E você, torcedor do Chelsea? Acredita que Batshuayi deva voltar para o Chelsea e mostrar a que veio, ou a melhor coisa seria vendê-lo, para, quem sabe, o próprio Borussia Dortmund?

#GoBlues

As palavras neste texto condizem com a opinião do autor, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil.

A gente sabe que você também tem o sangue azul. Apoie o Chelsea Brasil e ajude a escrever a nossa história! Link direto para a campanha: https://goo.gl/6AAUzD.

Apoie o Chelsea Brasil

Dalton Gerth

Torcedor do Chelsea desde a época em que Vialli era técnico E jogador, advogado e estudante de licenciatura em Matemática.