Colunas: Os ataques de José Mourinho

(Foto: Football-Wallpapers.com)
(The Special One)

Em meu post do dia 24 de Abril demonstrei o sistema defensivo imposto por José Mourinho em todas as equipes que ele treinou (As defesas de José Mourinho). Neste post, irei demonstrar como foi o ataque nas mesmas equipes.

Os ataques montados por José Mourinho
Os ataques montados por José Mourinho (Foto-montagem: Dalton Gerth / Chelsea Brasil)

Algo que é inegável é a consistência de José Mourinho em todas as suas equipes. No quesito “Melhor Defesa”, sempre montou times intransponíveis.  Porém, não esqueçamos que no ataque, sempre ficou entre os melhores.

Claro que o Campeonato Português (2003-2004) ou o Campeonato Italiano (2008-2009), não possuíam times com elenco invejáveis, como ocorre atualmente no Campeonato Inglês. Mas, convenhamos, jogadores com equipes que não possuem goleadores, em Campeonatos equilibrados por “rios de dinheiro”, não tem chances de ser campeão.

O que mais me causa espécie é a respeito às críticas a José Mourinho.  Como todo torcedor (e eu me incluo nele), não gostaria que o “Special One”, saísse do Chelsea. Prefiro muito mais ver José Mourinho, com todo seu vezo no banco do Chelsea, do que ver, por exemplo, Arsené Wenger, que é um excelente técnico, já que, geralmente, investe em jovens talentos adquirindo-os por um preço extremamente baixo, e vende por grandes somas.

Apenas para uma comparação simples, entre as temporadas 2010-2011 até a temporada atual 2013-2014, o Chelsea entre Compras e Vendas de Jogadores, teve um déficit de mais de 283 milhões de libras.

Enquanto isto, o Arsenal, de Arsené Wenger, teve um deficit de apenas 29 milhões de libras.

Talvez alguns digam que José Mourinho sempre teve um “caminhão” de dinheiro nas mãos e, por isto sempre construiu equipes consistentes.  Devemos lembrar também, que, na época que esteve na Espanha, o Barcelona tinha o status de melhor time do mundo, e, mesmo assim, o desbancou em seu segundo ano, conquistando o Campeonato Espanhol de uma forma avassaladora.

Eu, particularmente, gosto muito do técnico José Mourinho. Mas como um torcedor contumaz do Chelsea, vejo que ninguém poderá estar acima do próprio time.  Nem José Mourinho, nem John Terry, nem Frank Lampard.  O time, a marca, o nome Chelsea Football Club, está acima de qualquer pessoa, seja ela quem for.

Mas, vejo também que, depois da primeira passagem de José Mourinho no Chelsea; de todos os sete técnicos até a sua segunda volta (Avram Grant, Felipão, Guus Hiddink, Ancelotti, Villas-Boas, Di Mateo e Benitez), o único que deu consistência de jogo, e que também era aceito por todos os jogadores foi Guss Hiddink. É incrível, mas Hiddink assumiu o time do Chelsea logo após a demissão de Felipão, e, mesmo sem adquirir nenhum jogador e realizar pouquíssimas mudanças na equipe, conseguiu resgatar o espírito do próprio time em várias competições.

E você, torcedor do Blues, quer manter José Mourinho na temporada 2014-2015, ou gostaria de ter mudanças no comando técnico?  Se sim, qual técnico você gostaria que aportasse em Stamford Bridge?

As palavras contidas nessa reportagem condizem à opinião do autor, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil.

Category: Opinião

Tags:

Article by: Dalton Gerth