Chelsea Women começa a embalar na temporada e emplaca sequência de vitórias

Foram duas vitórias contra rivais diretos no Campeonato e Copa da Liga

Entre o domingo passado e hoje (11), o Chelsea Women fez três jogos. Em suma: dois pela FA Women’s Super League e um pela Continental Cup. E muita coisa mudou nessa semana. A princípio, um 1×0 com sentimento de que ainda faltava algo. Ajustes feitos e os resultados dessa minimaratona foram uma goleada no dérbi londrino contra o Arsenal, no meio de semana e 3×1 contra o Manchester City.

Qual a conclusão podemos fazer? Simples! O Chelsea de Emma Hayes está dando liga. É inegável que o grupo está encontrando a sintonia. Como consequência, dentro de campo o torcedor e torcedora que acompanhou a temporada 2019/2020 voltou a presenciar aquele futebol de encher os olhos.

Evolução acontece contra rivais diretos

Em primeiro lugar, precisamos falar da semana passada. Diante do Birmingham City, no dia 04/10, o 1×0 foi frustrante. A equipe londrina dominou e até chegou a ampliar, num impedimento absurdamente assinalado. Mas na verdade, Bethany England passou longe de estar em posição irregular.

Chelsea Women vence Birmingham, fora de casa, por 1 a 0

1×0 foi aquele jogo que vale pelos 3 pontos (Chelsea FC / Website)

O que importava veio: três pontos no Campeonato Inglês. Na sequência, ora de virar a chave. Na quarta-feira (7) tivemos o dérbi diante do Arsenal, pela Continental Cup. Era a reedição da final 19/20. Também foi a partida para testar o grupo.

É praticamente impossível comentar o duelo, pois não houve transmissão ao vivo. Contudo, o placar mostra que as Blues estão dispostas a defender o título. Venceram em casa por 4×1, reagindo ao gol de empate em questão de minutos.

Espírito de campeão

O grande momento desse crescimento aconteceu hoje, novamente em Kingsmeadow. Maduro, o grupo de Hayes foi superior em campo diante do City. Foi um jogo bem disputado, com as rivais bem organizadas. As Citizens levaram perigo nas jogadas de velocidade, souberam pressionar a defesa e dar um certo “sufoco” ao Chelsea.

O primeiro gol veio (novamente) numa falha escandalosa da arbitragem. Pênalti inexistente, mas muito bem cobrado por Maren Mjelde. Na volta do intervalo, Sam Kerr ampliou depois de uma ótima jogada de Fran Kirby. As visitantes descontaram, com Chloe Kelly também de pênalti (esse marcado de forma correta).

Chelsea Women venceu Arsenal por 4 a 1. Ou seja, estreia com vitória na Copa da Liga Inglesa. (Chelsea FC)

Chelsea Women cresceu contra rivais diretos (Foto: Chelsea FC)

A postura em campo

Todavia, Kirby vetou qualquer reação e deu números finais. Mais do que o placar, a forma como o time de Hayes jogou confirmou algo que muitos já imaginavam e anseiam. O Chelsea vem para brigar por tudo. Tem um plantel rico em opções e a mentalidade de um grupo vencedor.

Hoje pudemos observar o que há de melhor: posse de bola, boas saídas ofensivas, toques com a finalidade de encontrar o gol, boa marcação. Acima de tudo, o Chelsea teve a atitude de campeão. Cresceu no momento certo e superou dois rivais diretos, jogando de maneira dominante. Em conclusão, será uma longa temporada e eu não consigo prever o futuro. Porém, dá pra sentir que esse plantel está focado e quer troféus.

Maria Akemi

Pernambaiana, torcedora do Chelsea desde muito tempo.