A permanência de Kanté é motivo para se alegrar

A renovação contratual de N’Golo Kanté é a notícia que todo torcedor do Chelsea estava aguardando. Com a ampliação do vínculo, o francês se torna o atleta mais bem pago na história do Chelsea. Segundo as veiculações midiáticas (Daily Mail e Express), o novo acordo propõe um salário com o valor de 290 mil libras por semana (R$ 1,4 mi). Não vou entrar no mérito das quantias, mas é uma renovação positiva para ambos os lados. Kanté conseguiu se desenvolver e aprimorar como jogador na Inglaterra. Por outro lado, o plantel do Chelsea apresenta melhorias quando o francês está em campo. Portanto, um contrato que expõe os benefícios para ambas as partes.

No cenário atual, Kanté se apresenta como vital para o esquema tático de Sarri. É o único meio-campista de raízes defensivas e cumpridor de um papel híbrido. Ou seja, ele também consegue fazer funções ofensivas na disposição tática do Chelsea. Um atleta que venceu a Copa do Mundo de 2018 e o Campeonato Inglês consecutivamente. Esse último feito, com Leicester e Chelsea, repetindo Eric Cantona que também havia conquistado a competição por clubes distintos (Leeds e Manchester United). Atualmente, Kanté é indispensável para o plantel e a sua permanência é um respiro aliviado dos torcedores e comissão técnica.

Comparação

Há uma ponderação interessante sobre o francês. O atleta se projetou para o cenário futebolístico europeu no Caen (França). Na equipe francesa, Kanté foi alvo de comparações com Claude Makelele, ex-atleta do Chelsea. Naquele momento, os rumores apontavam que Kanté poderia ser um jogador melhor do que o futebolista com passagens por Real Madrid, Paris Saint-Germain etc. O atleta tinha um contrato extenso com a equipe francesa (Caen), mas o Leicester decidiu investir em N’Golo. Na época, a mídia esportiva francesa veiculou que, em seu período atuante no Caen, Kanté já era sondado por times grandes do país (Marseille e Lyon), mas decidiu ir para Leicester.

Pois bem, o destino (e um investimento de 30 milhões de Libras) levou Kanté para o Chelsea, clube de Makelele entre 2003 e 2008. Lembrando que Makelele venceu duas vezes a Premier League com o Chelsea, a Copa da Inglaterra por uma oportunidade, a Copa da Liga Inglesa em duas ocasiões e a Supercopa da Inglaterra. Além disso, o dono da camisa número 4 atuou 144 vezes com a camisa do Chelsea em jogos da Premier League: São 102 vitórias e 14 derrotas. Um excelente aproveitamento de um vencedor com o uniforme do Chelsea.

Acredito que ainda não é possível comparar os dois: seja dentro do Chelsea, seja em âmbito mundial. Makelele se destaca como protagonista nesta comparação. Mesmo com o título mundial de Kanté.

Ainda não, mas…

Por outro lado, vale ressaltar que o contrato de Kanté é valido até 2023. E somos sinceramente gratos por isso. Pela possibilidade de ter o “le petit” por mais cinco anos e pela qualidade do futebol que o atleta apresenta. Tendo em mente a comparação com Makelele e sabendo do potencial futebolístico que o atleta apresenta, podemos dizer que hoje o já aposentado atleta tem um destaque maior pelo o que fez ao clube. Entretanto, não podemos garantir essa vantagem ao Makelele daqui cinco anos. Kanté é muito acima da média e tem uma longa caminhada na equipe de Stamford Bridge.

As palavras contidas nessa reportagem condizem à opinião do autor, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil

João Vitor Marcondes

Taubateano e jornalista.