Plano B para a defesa: Kalidou Koulibaly

As especulações em torno do substituto do eterno ídolo John Terry continuam a todo vapor. Diante da intransigência do Southampton em negociar o zagueiro holandês Virgil van Dijk por um valor inferior a £70 milhões, a imprensa inglesa banca que a diretoria do Chelsea voltou às atenções para o senegalês Kalidou Koulibaly, do Napolil, como plano B. O jogador havia sido sondado pela diretoria dos Blues no início da última temporada, mas os altos valores cobrados pelos italianos barraram as negociações. E, dessa vez, a situação não deve ser diferente. Os azzurri prometem não ceder o defensor tão facilmente. As últimas informações, inclusive, apontam que o próprio Chelsea admite que uma oferta de £52,7 milhões será insuficiente para contar com o atleta. Mas, afinal, por que tanto desejo pela contratação do beque de 25 anos e o que esperar dos serviços dele?

Uma das explicações está ancorada na vontade do treinador Antonio Conte em aprimorar o sistema defensivo do Chelsea. Sobretudo nas jogadas aéreas. A principal (ou talvez única) fraqueza da equipe na última temporada. Por mais que César Azpilicueta tenha sido bem sucedido atuando na linha de três da zaga, a imprensa inglesa garante que o técnico está a procura de um zagueiro de origem. Mas não qualquer um. Pelos nomes sondados até o momento, van Dijk e Koulibaly, subentende-se que o italiano deseja um atleta alto, com idade próxima dos 25 anos e que seja seguro na bola aérea. Mas que também tenha qualidade na saída de jogo.

Não à toa Chelsea sonda com tanto afinco van Dijk. Mas a bola da vez parece mesmo estar com Koulibaly. E a escolha não é ruim. O defensor mostra segurança no jogo aéreo com seus 1,95m. E também é bom em desarmes. A retirada da bola do domínio adversário em jogadas ao chão com “carrinhos”, por exemplo, é uma marca característica do atleta. Embora atue pela esquerda da zaga no 4-3-3 utilizado pelo Napoli, próximo do lateral esquerdo argelino Faouzi Ghoulam, o defensor é destro e poderia atuar pela direita da defesa dos Blues. Adicionados tais fundamentos a uma agilidade incomum entre os zagueiros, o senegalês pode ser um ótimo alternativa.

A jogada aérea é uma das principais características de Koulibaly. Prova disso é que ele ficou entre os cinco zagueiros que mais venceram disputas aéreas na última temporada do campeonato italiano(*). Em média, foram 2,2 duelos aéreos vencidos por partida. Confira abaixo:

Comparativamente aos defensores do Chelsea, apenas Cahill teve média melhor: 2,5. David Luiz teve média de 1,8 duelos aéreos vencidos e Azpilicueta, de 2,3

 

No quesito desarmes, ele também foi um dos destaques. Terminou entre os três defensores(*) que mais roubaram bola. Em média, eram 2 por jogo. Veja:

Entre os zagueiros do Chelsea, apenas Azpilicueta desarmou mais vezes: em média, 2,4 por partida. David Luiz e Cahill tiveram média de 1,4 e 1,3, respectivamente

Outra característica de destaque de Koulibaly é a capacidade de interceptar passes. Na última temporada, deteve uma média de 2,3 passes interceptados por jogo:

Nesse quesito, nenhum dos zagueiros do Chelsea foi melhor que ele. Azpilicueta, David Luiz e Cahill terminaram com média de 2, 1,9 e 1,3, respectivamente

O aspecto de bloqueio a chutes adversários é uma das especialidades de Koulibaly. Na última temporada do italiano, ele foi o melhor zagueiro no quesito.

Entre os zagueiros do Chelsea, nenhum teve média próxima do zagueiro. Azpilicueta, David Luiz e Cahill encerraram o campeonato com média de 0,2, 0,4, e 0,5, respectivamente

Outra característica de Koulibaly, e que certamente deve ter chamado a atenção de Conte, é a qualidade do passe. O zagueiro foi o que mais acertou passes curtos por jogo no campeonato, tendo uma média de acerto de 93,5% nesse quesito. O defensor também foi o quarto que mais concluiu passes longos por partida.

Os zagueiros do Chelsea, por sua vez, tiveram percentual de acerto nos passes curtos inferior. Azpilicueta, David Luiz e Cahill tiveram média de 91,3%, 91,4% e 92,3%, respectivamente

Com tantas características positivas, não resta dúvidas que, em caso de a diretoria do Chelsea fechar a contratação de Koulibaly, estará contando com os serviços de um ótimo zagueiro. Resta saber: até que ponto a diretoria estará disposta a cobrir a pedida do Napoli?

(*) Zagueiros com menos de 26 anos e que realizaram no mínimo 18 partidas no último campeonato italiano.

Comentários

Category: Mercado de Transferências