Na História: Gol de Terry e assistência de Lampard na UCL

O Na História relembra Chelsea 4x1 Napoli, na UEFA Champions League 2011/12

A edição de hoje do Na História foi baseada na vitória do Chelsea contra o Rennes, por 3 a 0, válida pela UEFA Champions League. Claro que não faremos um replay do embate de ontem, mas um fato, ocorrido no jogo contra os franceses, chamou atenção. Desde 2012, o Chelsea não tinha uma combinação de assistência e gol, produzidos por atletas da Inglaterra, em um jogo da competição europeia. Essa estatística foi pontuada primeiramente pelo OptaJoe e o próprio canal informou que Frank Lampard e John Terry tinham protagonizado essa combinação.

Por isso, o Na História de hoje aborda o jogo Chelsea 4×1 Napoli, em Stamford Bridge, realizado em 14 de março de 2012. Outro jogo memorável da campanha vitoriosa na UEFA Champions League. É muito comum lembrarmos dos jogos contra o Bayern e Barcelona, por razões óbvias. Entretanto, o duelo contra o Napoli foi – mais – uma noite inesquecível aos torcedores do Chelsea. Primeiramente, pelo fato da equipe londrina ter sofrido uma derrota por 3 a 1, no primeiro jogo da fase oitavas de final. Por outro lado, o resultado foi considerado um ponto final na instabilidade do time londrino na temporada.

O momento vivido e o resultado

Roberto Di Matteo foi o técnico do Chelsea na conquista da UEFA Champions League. Além disso, o italiano conquistou a Copa da Inglaterra no time de Londres.

Roberto Di Matteo foi o técnico do Chelsea na conquista da UEFA Champions League. Além disso, o italiano conquistou a Copa da Inglaterra no time de Londres. (Foto: Getty Images)

Anteriormente, na temporada 2011/12, o Chelsea demitiu André Villas-Boas e Roberto Di Matteo foi apontado como técnico interino da equipe de Londres. Com a demissão de AVB em março de 2012, o italiano teve um retrospecto de 21 jogos (treze vitórias, cinco empates e três derrotas). Além disso, ele conseguiu afastar a pressão que era presente no Chelsea de AVB. Por exemplo, o clube tinha sido eliminado precocemente na Carling Cup, em novembro de 2011, e com apresentações sofríveis. 0 a 0 contra o Fulham (4-3 nos pênaltis), 2 a 1, fora de casa, contra o Everton e o revés por 2 a 0 contra o Liverpool.

Por fim, as oscilações também foram presentes na Premier League e o lusitano foi mandado embora após a derrota contra o West Bromwich, por 1 a 0, no dia 3 de março de 2012.

Posteriormente, com o 4 a 1 frente ao Napoli, a equipe londrina se tornou a única equipe inglesa que se classificou para a fase quartas de final da UEFA Champions League 2011/12. Além disso, o Chelsea se classificou pela quinta vez, nas últimas seis edições da competição, para a fase dos oito melhores times. Assim sendo, a caminhada pelo título estava se consolidando e a equipe iniciava o mata-mata com a classificação maiúscula contra os italianos.

Por outro lado, o Napoli teve um ponto final após a classificação para as oitavas. Era a oportunidade da equipe do San Paolo avançar até a fase quartas de final. Feito inédito, na temporada 2011/12, na história napolitana. Entretanto, a derrota foi um banho de água fria nas ambições do time de Walter Mazzarri.

Os gols

Ashley Cole iniciou a jogada pelo lado esquerdo. O lateral acionou Ramires próximo da linha lateral e com espaço em elação aos adversários. O brasileiro fez o cruzamento e Drogba, em velocidade, cabeceou para o fundo do gol visitante aos 28 minutos do primeiro tempo. 1 a 0 para o Chelsea.

No segundo tempo, escanteio para o Chelsea. Frank Lampard cobra na primeira trave e John Terry cabeceou no contrapé de De Sanctis. 2 a 0 para o clube londrino no segundo minuto da etapa complementar. Ou seja, esse gol era – até Chelsea 3×0 Rennes –  o último tento iniciado e concluído por jogadores ingleses do time londrino na UCL.

O Napoli chegou ao empate em uma jogada iniciada por Dossena, novamente no lado esquerdo. O atleta do Napoli cruzou na área e Terry afastou o perigo para a parte central da área. Posteriormente, Inler dominou com categoria e finalizou com força para o fundo das redes de Petr Cech. Aos 10 minutos do segundo tempo, 2 a 1 para o Chelsea.

O terceiro gol do Chelsea foi convertido em cobrança de pênalti. Primeiramente, um escanteio cobrado por Frank Lampard, cabeceio de Branislav Ivanovic e a mão de Dossena encontrando a trajetória da bola. Pênalti convertido por Frank Lampard, camisa 8 do Chelsea, aos 30 minutos do segundo tempo.

Por fim, já na prorrogação, Ramires levou o adversário para o lado direito do campo e acionou Drogba. O costa-marfinense cruzou a bola para dentro da área e Ivanovic finalizou para o gol rival. Aos 105 minutos de bola rolando para Chelsea e Napoli. Chelsea 4 a 1 contra o Napoli. Assim sendo, classificação garantida ao Chelsea para a fase quartas de final da Champions League.

Ficha técnica

Time de Londres venceu por 3 a 1 no tempo regulamentar. Posteriormente, Ivanovic marcou o gol da classificação do Chelsea.

Na História: Time de Londres venceu por 3 a 1 no tempo regulamentar. Posteriormente, Ivanovic marcou o gol da classificação do Chelsea. (Foto: Zimbio)

Chelsea 4 X 1 Napoli
Local: Stamford Bridge, em Londres
Data: 14 de março de 2012, quarta-feira
Horário: 16h45 (de Brasília)

Cech, Ivanovic, David Luiz, Terry (Bosingwa) e Cole; Essien, Lampard, Ramires, Sturridge (Torres) e Mata(Malouda); Drogba

Técnico: Roberto Di Matteo

De Sanctis, Campagnaro, Cannavaro e Aronica (Vargas); Gargano, Inler, Zúñiga e Maggio (Dossena); Hamsik (Pandev), Lavezzi e Cavani.

Técnico: Walter Mazzarri

Gols: Drogba, aos 28 minutos do primeiro tempo, John Terry, aos 2 minutos do segundo tempo, Lampard, aos 29 minutos do segundo tempo, e Ivanovic, aos 14 minutos do primeiro tempo da prorrogação. Por outro lado, Inler descontou aos 9 minutos do segundo tempo.

Árbitro: Felix Brych (Alemanha)
Assistentes: Mike Pickel e Mark Borsch, ambos da Alemanha

Os passos seguintes

Di Matteo foi comandante de Frank Lampard no clube londrino. Atualmente, Lampard assume a direção técnica do time de Stamford Bridge.

Di Matteo foi comandante de Frank Lampard no clube londrino. Atualmente, Lampard assume a direção técnica do time de Stamford Bridge. (Foto: Guardian)

Posteriormente, a equipe londrina enfrentou o Benfica, o Barcelona e o Bayern na UEFA Champions League. A conquista histórica do Chelsea foi assegurada na Allianz Arena, casa do Bayern de Munique. Inclusive, ao término da temporada 2011/12, o Chelsea Brasil fez uma publicação sobre a temporada histórica do clube de Londres. O Chelsea jogou 56 vezes na temporada 2011/12. O time de Londres venceu 31 jogos, empatou 16 partidas e perdeu 12 embates. Marcou 106 gols e sofreu 57 tentos. Por fim, os Blues somaram 20 clean sheets e o plantel foi advertido 37 vezes com o cartão amarelo. Em conclusão, cinco expulsões foram atribuídas ao Chelsea em 2011/12.

Além disso, o Chelsea conquistou a Copa da Inglaterra na mesma temporada. A equipe precisou do replay contra o Birmingham City. Entretanto, na reta final da competição, a equipe foi efetiva e minimizou erros apresentados em fases anteriores. Vale relembrar que a troca de técnicos fez bem ao plantel de Stamford Bridge. Por isso, o Chelsea fez 12 gols nos últimos três embates da FA Cup. Primeiramente, 5 a 2 contra o Leicester City, na fase quartas de final. Posteriormente, o 5 a 1 contra o Tottenham, na semifinal, outro jogo inesquecível aos Blues. Por fim, o 2 a 1 contra o Liverpool e os gols de Ramires e Drogba na decisão. Por isso, esse embate está definitivamente Na História do clube de Londres.

Veja também: outros textos do Na História, publicados pelo Chelsea Brasil. 

Além disso, o Chelsea Brasil está muito próximo de ser reconhecido novamente como Torcida Oficial dos Blues. Por isso, clique no banner abaixo e nos ajude.

João Vitor Marcondes

Taubateano e jornalista.