Especial: A FA Cup novamente bate à porta do Chelsea

No próximo domingo (28), o Chelsea voltará a Wembley após cinco anos para disputar a final da FA Cup desta temporada, contra o seu grande rival Arsenal. Será a 13ª vez em que os Blues jogarão a final da grande copa de clubes da Inglaterra. Neste especial, falaremos um pouco de cada partida anterior e algumas curiosidades do Chelsea na história da competição.

Além disso, será a 28ª partida do clube no estádio de Wembley e será a última vez que John Terry jogará pelo Chelsea. O capitão tem quatro títulos da FA Cup e pode levantar a taça mais uma vez. Wembley tem uma mística muito grande para os clubes ingleses, pois é ali que títulos de copa são decididos, tanto da FA Cup quanto da League Cup, além de finais de playoffs de divisões inglesas e a Community Shield.

Pela primeira vez

A primeira final de FA Cup que o Chelsea disputou já faz mais de 100 anos: foi na longínqua temporada de 1914-1915. A partida foi contra o Sheffield United e aconteceu em Old Trafford. Naquela época, nem o Wembley existia ainda. O icônico estádio só teve fundação em 1923. Até lá, a final aconteceu em diversos locais, incluindo Stamford Bridge em três finais entre 1920 até 1922.

Um registro da primeira final do Chelsea na FA Cup, em 1915

Quando a bola rolou, o resultado não foi muito animador para o torcedor do Chelsea: 3 a 0 para o Sheffield. Naquela época, não existiam substituições durante a partida.

O retorno

Após a derrota em 1915, o Chelsea só voltou a disputar um título da FA Cup 52 anos depois. Foi na temporada 1966-67, desta vez contra o Tottenham Hotspurs no estádio de Wembley. Novamente, os Blues saíram de campo derrotados, desta vez por 2 a 1. Bobby Tambling marcou o gol do Chelsea naquele dia – ele que viria a ser o maior artilheiro da história do clube até 2013, quando foi ultrapassado por Frank Lampard.

Primeiro título

Não muito tempo depois, o Chelsea voltou a Wembley para levantar a taça da FA Cup, contra o Leeds United. A partida terminou 2 a 2. Como na época ainda não havia a regra da decisão em disputa de pênaltis, as partidas que terminassem empatadas após a prorrogação, até mesmo finais, teriam um jogo desempate, o replay. Na ocasião, o segundo jogo da final aconteceu em Old Trafford 18 dias após o primeiro jogo.

Dessa vez, o Chelsea venceu por 2 a 1 na prorrogação, com gols de Peter Osgood e David Webb, conquistando o seu primeiro título da FA Cup.

Duas finais da década de 90

O Chelsea só voltaria para uma final em Wembley em 1994 para enfrentar o Manchester United. Em uma partida até bem disputada no primeiro tempo, mas com 10 minutos apagados no início da segunda etapa em que o time de Alex Ferguson não aliviou: 3 a 0, com direito a dois gols de Eric Cantona. Nos acréscimos, ainda teve tempo de mais um gol do United, fechando o placar em 4 a 0.

O gol do título de Di Matteo na final de 1997

Três temporada depois e com alguns dos mesmos jogadores no elenco, os Blues conquistaram seu segundo título na competição, ao derrotar o Middlesbrough, de Juninho Paulista, time sensação da Inglaterra naquele ano, por 2 a 0, com gols de Roberto Di Matteo e Eddie Newton.

Duas finais em três temporadas

O novo milênio começou com um Chelsea mais presente nas finais da FA Cup, porém, assim como nas finais dos anos 90, uma vitória e uma derrota para os Blues. A vitória aconteceu na final de 2000, a última a ser realizada em Wembley antes da reforma do estádio. O placar de 1 a 0 contra o Aston Villa, com gol de Di Matteo, rendeu ao clube sua terceira conquista. Já em 2002, uma derrota para o Arsenal por 2 a 0, jogando no Millenium Stadium, em Cardiff.

Finais da Era Abramovich

Se o Chelsea disputou a última final do antigo Wembley, foi também a primeira equipe a ser campeã no novo Wembley na final da FA Cup de 2007, contra o Manchester United. Didier Drogba foi o autor do gol do título no segundo tempo da prorrogação. Foi o primeiro gol do artilheiro no estádio, iniciando uma mística entre os torcedores do Chelsea: Drogba adora fazer gols em Wembley. Dois anos depois, não foi diferente: Drogba marcou e o Chelsea venceu de virada o Everton por 2 a 1. Frank Lampard marcou o gol do título.

O Rei de Wembley: Drogba fez gol em todas as finais que disputou do estádio

Em 2010, adivinha: gol de Drogba e o Chelsea venceu por 1 a 0 o Portsmouth para conquistar o sexto título da FA Cup. Em 2012, a final contra o Liverpool aconteceu algumas semanas antes do título da UEFA Champions League. A partida terminou 2 a 1 para o Chelsea com gols de Ramires e Drogba, na última vez em que o Chelsea disputou uma final da FA Cup.

Enfrentar o Arsenal em finais não é tão comum como parece

Domingo será apenas a segunda final entre Arsenal e Chelsea da história. Apesar de uma rivalidade muito grande das equipes, poucas vezes disputaram um título diretamente em copas. No entanto, essa será a primeira final em Wembley. Em 2002, a final de FA Cup entre as equipes, vencida pelos Gunners, aconteceu em Cardiff, por obras no estádio. Quando se enfrentaram no novo Wembley, já estávamos na semi final da FA Cup de 2009, com vitória por 2 a 1, gols de Malouda e Drogba, como sempre.

O histórico de Drogba no estádio é impressionante: oito gols em 13 partidas, sendo cinco dessas em partidas finais – uma da League Cup e quatro FA Cup’s, se tornando o primeiro jogador a marcar em quatro finais diferentes da mesma competição.

Jogar em Wembley sempre trouxe boas lembranças para o Chelsea. Em 27 partidas, foram 17 vitórias, quatro empates e seis derrotas. Conquistando 10 títulos (seis FA Cup’s, 2 League Cup’s, 2 Community Shield). Que no domingo, o time de Antonio Conte possa adicionar novos números positivos a essa lista de enorme sucesso do Chelsea no maior estádio do futebol inglês.

Category: Conteúdos Especiais

Tags:

Article by: Diego Lepre

Carioca, estudante de Jornalismo e apaixonado pelo Chelsea.