Terry e Cole são esnobados por Ferdinand

Ferdinand “pula” John Terry e Ashley Cole na fila de jogadores (Foto: Sky Sports)

Neste último sábado, o Chelsea enfrentou fora de casa o Queens Park Rangers. Antes da bola rolar, o clima já era de muita rivalidade no Derby, já que o capitão John Terry e o zagueiro Anton Ferdinand (protagonistas do incidente envolvendo a suposta ofensa racista) estavam frente à frente pela primeira vez após o ocorrido.

Todos os olhos estavam no tradicional aperto de mãos dos jogadores antes da partida começar. Anton Ferdinand fez questão de não cumprimentar o zagueiro John Terry e o lateral esquerdo Ashley Cole, que foi testemunha de defesa do companheiro.

Terry ainda chegou a estender a mão para Ferdinand, mas o que ganhou foi uma ignorada, que se estendeu por toda a partida.

Cada toque que Terry e Cole davam na bola, a torcida vaiava os jogadores, que não se intimidaram com as repreensões.

Nas últimas duas partidas entre as duas equipes, o aperto de mão foi abandonado em função de processos judiciais ainda pendentes, mas neste sábado a tradição foi cumprida, embora não tenham sido todos os atletas.

O Chelsea perdeu o 100% de aproveitamento somando três vitórias e um empate, mas continua na liderança do campeonato.

Rodrigo Batista