Favorita, França encara Nigéria em Brasília

França é favorita, Nigéria quer surpreender (Foto: Rede Globo)

França é favorita, Nigéria quer surpreender (Foto: Rede Globo)

França e Nigéria se enfrentam por uma vaga nas quartas de final da Copa do Mundo de 2014, o jogo será realizado segunda-feira (30), às 13h, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. Após conseguir a primeira colocação do Grupo E, o favoritismo nas oitavas está ao lado dos franceses, já que a equipe africana enfrentou caminhos turbulentos para chegar às oitavas de final do Mundial.

A Nigéria conseguiu a classificação em um grupo que contava com a Argentina (derrota por 3 a 2), Bósnia (vitória por 1-0) e Irã (empate sem gols). O jogo marca o confronto da seleção nº 17 no ranking da FIFA contra a de número 44. Ou seja, das 16 equipes que permanecem na competição, a França enfrentará a pior colocada no ranking da FIFA.

Mesmo com todos os “poréns”, a Nigéria chega com status de zebra na competição e com a presença de três jogadores do Chelsea em seu plantel: John Obi Mikel, Kenneth Omeruo e Victor Moses, que são armas para uma eventual surpresa africana. Mikel e Omeruo devem começar a partida. Por outro lado, Moses, que foi reserva nos dois últimos jogos, deve continuar como suplente. O atacante foi uma das pautas na entrevista coletiva de Stephen Keshi, que comentou o momento do atleta: “Moses está bem. Temos 23 jogadores e eu posso selecionar qualquer um deles. Não ter o escalado nas duas últimas partidas não significa que há uma questão. Todos são excelentes e por isso estão aqui”. 

Já a equipe francesa encontrou no Grupo E a Suiça, o Equador e Honduras. Conquistou sete pontos em três jogos: 3 a 0 contra os hondurenhos, 5-2 contra os suíços e um empate sem gols contra os sul-americanos, oito gols em três jogos na fase de grupos e apenas dois gols sofridos.

Se de um lado, o clima é de festa e tranquilidade em Ribeirão Preto, local que hospeda a seleção francesa, a Nigéria chegou ao Distrito Federal na sexta (27), sem nenhuma recepção por parte dos brasileiros e com problemas sobre o pagamento – da classificação para a próxima fase – dos atletas. Em forma de protesto, as Super Águias, como são conhecidos os jogadores nigerianos, não treinaram em Campinas, no Brinco de Ouro, estádio do Guarani e embarcaram para a capital federal sem a devida preparação.

Entrevistas Pré-jogo

Temperatura pode influenciar, segundo Deschamps (Foto: Guardian)

Temperatura pode influenciar, segundo Deschamps (Foto: Guardian)

Didier Deschamps, técnico da França: (Sobre o horário do jogo) “É um horário um pouco diferente. Nos últimos três dias tentamos nos adaptar a este horário, mudamos a alimentação. Os nigerianos estão, naturalmente, mais adaptados ao calor. Uma partida neste horário pode influenciar principalmente o ritmo do jogo. É preciso gerenciar estes problemas. Vimos ontem os brasileiros e os chilenos depois da prorrogação eles terminaram muito cansados. É realmente um horário que exige muito dos jogadores. Tem a questão da umidade do ar também. A parte física vai ser muito importante”.

É um jogo diferente. A seleção da Nigéria não tem as mesmas qualidades da Suíça. É um time mais atlético, com muita força física. Então, cada vez mais eu prefiro garantir a posse de bola para impor nosso ritmo. Controlar o jogo será importante até pela questão da temperatura”, completou o treinador.

Keshi afirma que Nigéria está pronta para enfrentar os franceses (Foto: Getty)

Keshi afirma que Nigéria está pronta para enfrentar os franceses (Foto: Getty)

Stephen Keshi, técnico da Nigéria: “Não levo em consideração o fato de na África também ser quente. A maior parte dos nossos jogadores atua na Europa e também sofre com esse problema. A temperatura estará elevada para as duas seleções. Também tivemos esse problema em Cuiabá, onde a temperatura estava altíssima. Se for um fator ruim, será para nós e também para a França (…) Eu gostaria de poder fazer algo a respeito (do calor), mas não posso. Então, vamos deixar o clima de lado. 

“A França é um país de futebol, com grandes possibilidades, grandes jogadores. Eu joguei três anos na França e é sempre um prazer acompanhar o futebol francês. Não é uma surpresa para mim o posto em que estão hoje. É um time excelente, com ótimos jogadores que atuam em grandes clubes. Eles tiveram um bom começo de Copa do Mundo, estão jogando bem, têm um técnico que sabe o que faz. Acho que amanhã a coisa vai esquentar”, finalizou.

Ficha Técnica

FRANÇA X NIGÉRIA

França: Lloris, Debuchy, Varane, Sakho e Evra; Cabaye, Matuidi, Pogba, Valbuena, Griezmann e Benzema.

Técnico: Didier Deschamps

Nigéria: Enyeama, Ambrose, Oboabona, Yobo, Omeruo e Oshanwa; Onazi, Obi Mikel, Musa, Odemwingie e Emenike

Técnico: Stephen Keshi

Local: Estádio Mané Garrincha, Brasília (DF).

Data/Horário: 30 de junho, segunda-feira, às 13h.

Árbitro: Mark Geiger (EUA)

Assistentes: Mark Sean Hurd (USA), Joe Fletcher (CAN) e Alireza Faghani (IRÃ)

Transmissão: Band, Globo, Band Sports, ESPN Brasil, Fox Sports, SporTV

Durante toda a Copa do Mundo, o Chelsea Brasil fará a cobertura do torneio, informando, com o já conhecido empenho, o dia-a-dia dos jogadores dos Blues

João Vitor Marcondes

Taubateano e jornalista.