Pernille Harder fala sobre o Chelsea Women e a WSL

Atleta da seleção dinamarquesa, Pernille Harder chegou ao Chelsea em setembro de 2020

Pernille Harder concedeu entrevista ao site do Chelsea sobre os primeiros jogos com a camisa do Chelsea Women. A dinamarquesa, que veio do Wolfsburg, também comentou sobre as primeiras impressões sobre a Women’s Super League (Campeonato Inglês) e a sua escolha como Melhor Atleta do Ano na temporada 2019/20.

Além disso, Harder comentou sobre ter marcado o primeiro gol com a camisa do Chelsea. Por fim, a futebolista comentou sobre como é trabalhar com a técnica Emma Hayes. Confira a entrevista de Pernille Harder ao site do Chelsea FC.

Como está o período de adaptação?

Está bem, as meninas são legais comigo e gosto dos treinamentos. Acho que é uma equipe incrível e acredito muito no plantel. Há muitas jogadoras incríveis e estou ansiosa pela temporada.

As primeiras impressões do futebol inglês

Pernille Harder foi o grande reforço do Chelsea para a temporada.

Pernille Harder foi o grande reforço do Chelsea para a temporada. Por isso, as expectativas para a equipe londrina são altas em 2020/21. (Crédito: Chelsea FC)

É um nível alto. Os resultados já mostram que tudo pode acontecer no campeonato aqui. Também é por isso que vim aqui, para buscar essa emoção nos jogos. Acho que é uma liga muito emocionante.

Londres é um novo lar para Pernille

Eu adoro viver aqui em Londres e gosto muito do estilo de vida. Me encaixei super bem. Há muitos restaurantes bons, muita coisa para ver e fazer.

Além disso, há muita gente da Escandinávia. Essa presença ajuda?

Claro, sempre tenho auxilio de suecas e norueguesas. Sempre que posso falo um pouco dos idiomas com elas, me ajuda a sentir em casa.

Qual foi a sensação após o primeiro gol?

Foi muito bom. É sempre bom conseguir o primeiro gol e não ter que esperar muito por isso. Queria que fosse rápido e foi muito bom para mim.

Pernille Harder balançou as redes adversárias na goleada por 9 a 0 contra o Bristol City. O embate foi realizado em Kingsmeadow, pela Women’s Super League. Relembre o jogo aqui.

Como é trabalhar com Emma Hayes?

Tem sido muito bom. É inspirador ter uma noiva treinadora. É uma nova forma de pensar e observar diferentes partes do jogo. Estou gostando.

Alguma companheira de equipe surpreendeu pela qualidade?

Não, eu sabia que o Chelsea era uma equipe muito boa. Há tantos talentos e jogadoras promissoras na equipe. Há jogadoras técnicas e criativas também. Então, eu sabia no que estava me envolvendo. Eu vejo o que elas podem fazer e isso realmente me anima para o restante da temporada.

A corrida pelo título inglês já está emocionante também

Atacante marcou 27 gols na Bundesliga. Além disso, conquistou prêmios individuais como Atleta do Ano pela UEFA.

Atacante marcou 27 gols na Bundesliga. Além disso, Harder conquistou prêmios individuais como Atleta do Ano pela UEFA. (Foto: Getty Images)

As primeiras cinco ou seis equipes [da WSL] são muito boas, podem tirar pontos de qualquer um. Talvez haja uma parte baixa que não esteja no mesmo nível, mas o fato de ter cinco ou seis equipes nesse nível é realmente impressionante. Vai ser muito interessante, você sabe que a parte de cima pode perder pontos. É importante, não é uma liga com duas equipes predominantes e essas equipes tiram pontos uma da outra.

Como você se sente com o título de Jogadora do Ano da UEFA?

Estou muito feliz. É um daqueles prêmios individuais que você sonha, e recebo o meu segundo troféu. Era um prêmio que você sonhava quando criança. Eu acho que vou entender quão grande é esse prêmio depois que eu parar de jogar. Meus objetivos para a temporada e para próxima temporada serão os mesmos – vencer tudo novamente.

Por fim, relembre os último jogos do Chelsea Women. Primeiramente, a vitória contra o Arsenal, por 4 a 1, na Copa da Liga Inglesa. Posteriormente, o triunfo contra o Manchester City, por 3 a 1.

João Vitor Marcondes

Taubateano e jornalista.