Hazard pela Bélgica: perigo para os adversários, preocupação para o Chelsea

Pelas eliminatórias da Copa do Mundo FIFA de 2018, a Bélgica venceu a equipe do Chipre pelo placar de 4 a 0. E no dia 10/10, o grande nome do jogo não poderia ser ninguém a não ser o camisa 10 Eden Hazard. 

Diferentemente das outras partidas das eliminatórias, o confronto entre Bélgica e Chipre não tinha motivo algum para ser particularmente interessante, uma vez que a seleção vermelha foi a primeira equipe europeia a carimbar vaga para o mundial da Rússia em 2018 (além do próprio país sede, claro), enquanto o Chipre entrou em campo já sabendo que não tinha mais chances de se juntar a eles. No entanto, para azar do Chipre, os red devils ainda defendiam seu orgulho pela camisa nacional, e mostraram o motivo pelo qual ocupam o quinto lugar no ranking da FIFA. O placar elástico selou com chave de ouro a campanha de nove vitórias em dez jogos.

A vitória começou a ser desenhada pelas mãos, ou melhor, pelos pés do camisa 10 do Chelsea Eden Hazard. Aos 12 minutos, o craque abriu o placar ao seu melhor estilo, usando o defensor do Chipre como um escudo para em seguida bater colocado da entrada da área, no canto do goleiro Panagi. Gol que mostrou todo o talento individual do blue, além da capacidade de decisão e fome de bola. O capitão da equipe belga ainda marcaria novamente no segundo tempo, em cobrança de pênalti, mas antes disso a família Hazard teve outro motivo para festejar: Thorgan Hazard, irmão mais novo de Eden, foi às redes marcando o segundo gol, logo em sua primeira partida como titular por sua seleção nacional. Vale lembrar que Thorgan já foi atleta do Chelsea, mas não chegou a entrar em campo em partidas oficiais. Hoje ele defende o clube alemão Borussia Mönchengladbach, mas seu contrato ainda possui uma cláusula de recompra no valor de aproximadamente 15 milhões de euros – vale a pena observar se o bom entrosamento fraternal poderia se repetir no clube azul de Londres.

Felicidade em dose dupla para a família: irmãos Hazard marcaram na vitória da Bélgica (Foto: Reuters)

Com o placar mais do que definido com gol de Lukaku, Eden Hazard também virou personagem na partida ao oferecer a braçadeira de capitão ao companheiro Jan Vertonghen, que alcançou a marca de 97 partidas pela seleção belga, ultrapassando Jan Ceulemans e tornando-se o jogador que mais vestiu a camisa.

Contudo, não houve apenas celebrações nessa noite. Após a partida, Eden Hazard deu algumas declarações que preocupam principalmente os torcedores do Chelsea. Ao ser questionado se a partida selava sua volta à melhor forma, o craque dos Blues foi receoso ao afirmar que não podia ter certeza, e culpou principalmente a lesão que teve no verão.

“Veremos ao fim da temporada. Eu fiquei três meses sem jogar futebol, não é fácil voltar depois de uma grande lesão, mas eu voltei. Trabalhei duro durante o verão, tudo que eu quero é jogar futebol. Vou ficar de fora alguns jogos, vou jogar mal outros jogos. Só quero jogar futebol e dar o melhor de mim” — afirmou o belga.

Hazard nos agraciou com uma bela atuação, mas alerta os torcedores sobre sua condição física. (Foto: John Thys)

Nessa temporada, Eden foi titular pela primeira vez apenas na última partida, contra o Manchester City. E apesar dos alertas de que talvez não esteja 100% em todos os jogos, ele é esperado para enfrentar o Crystal Palace no sábado, pela próxima rodada da Premier League.

Leonardo Freitas