Cesc Fàbregas assina com o Chelsea

Agora é oficial! Cesc Fàbregas é jogador dos Blues (Foto: Chelsea FC)

Agora é oficial! Fàbregas é jogador dos Blues (Foto: Chelsea FC)

O Chelsea FC anunciou há pouco no seu site oficial a contratação de Cesc Fàbregas, junto ao Barcelona. O jogador de 27 anos assinou um contrato de cinco anos e vestirá a camisa de número 4, usada anteriormente pelo zagueiro David Luiz, que se juntará ao Paris Saint-Germain.

Nas suas primeiras palavras como jogador dos Blues, o espanhol agradeceu ao seu antigo clube: “Primeiramente gostaria de agradecer a todos no FC Barcelona, onde passei três anos maravilhosos. Foi o meu clube na infância e eu sempre me sentirei orgulhoso em ter tido a chance de jogar por um time tão incrível.”

“Eu sinto que tenho negócios inacabados na Premier League e agora é o momento certo para retornar. Eu considerei todas as outras ofertas com muito cuidado, e estou convicto de que o Chelsea é a melhor escolha. O desejo do clube em ganhar trofeus se encaixa com as minhas ambições no futebol. Eles têm um elenco espetacular e um treinador incrível. Estou completamente comprometido com esse time e mal posso esperar para começar a jogar.”

Um meio-campista versátil e técnico, Fãbregas adquiriu bastante experiência por jogar em duas das mais difíceis ligas da Europa, além de representar a Espanha na sua época de maior sucesso em todos os tempos. Confortável como meia-atacante, ele também pode atuar numa função mais avançadas: já foi utilizado como um segundo atacante, ou até mesmo como um “falso 9”.

Fàbregas chegará à Stamford Bridge após três anos no Barcelona, período em que ajudou o clube catalão a vencer La Liga, a Copa do Rei, a Supercopa Espanhola, a Supercopa da UEFA, além do Mundial de Clubes da FIFA.

O jogador é bastante familiarizado com a Premier League, no entanto, passando oito anos no Arsenal antes de ir para o Camp Nou. A sua passagem em Londres setentrional foi um período de grande importância para o seu desenvolvimento, passando de um jogador jovem e sem experiência a um dos membros mais importantes do elenco do Arsenal, na época.

No entanto, com alguns dos grandes clubes europeus buscando os seus préstimos, a sua partida dos Emirates era praticamente inevitável, algo que foi provado com a sua ida ao seu clube de infância. Nascido próximo a Barcelona, Fàbregas se juntou ao time juvenil do Barça com 10 anos, porém se desenvolvendo rapidamente, deixou o time para jogar pelos Gunners em 2003, com apenas 16 anos.

A sua primeira temporada na Inglaterra sendo uma temporada de adaptação, ele começou a fazer a sua marca no Arsenal na campanha seguinte, e, no fim da temporada foi titular na final da FA Cup, onde o Arsenal venceu o Manchester United nos pênaltis, em Cardiff.

Com a partida de Patrick Viera para a Juventus, Fàbregas agarrou a oportunidade de se estabelecer com titular do time, brilhando na campanha da Champions League de 2006, alcançando as finais, onde o Arsenal foi derrotado pelo Barcelona.

No fim da temporada 2006-07, foi nomeado aos prêmios da PFA Jogador do Ano e Jogador Jovem do Ano, bem como estava presente no Time do Ano de 2006 da UEFA. Com 20 anos, novamente foi indicado aos mesmos dois prêmios da PFA, vencendo a categoria juvenil, além de estar do Time do Ano da Premier League.

Em 2008 se tornou capitão do Arsenal, e, assumindo a responsabilidade, anotou gols no seu nome numa frequência regular, antes de voltar ao Barcelona em 2011.

Após estrear na Supercopa Espanhola contra o Real Madrid, marcou o seu primeiro gol pelo time principal do Barça na vitória contra o Porto, pela Super Copa da UEFA. Logo após, marcou pela La Liga na vitória por 5-0 contra o Villarreal. Mais na frente, marcou seis gols num período de quatro jogos, um deles na vitória por 3-1 fora de casa contra o Real Madrid, e outro no Mundial, na vitória por 4-0 sobre o Santos.

Fàbregas jogou os dois jogos das semi-finais da Champions League contra o Chelsea, com os Blues assegurando a sua vaga na final em Munique. Na temporada seguinte, em que o Barça sagrou-se campeão, marcou 11 gols, incluindo o seu primeiro hat-trick pelo clube catalão, contra o Mallorca.

A sua terceira e última temporada no Barcelona prometeu muito, porém o time de Gerardo Martino terminou apenas com a Supercopa Espanhola nas mãos. Fàbregas jogou as duas partidas das quartas-de-final contra o Atletico de Madrid pela Champions League, com o Barcelona sendo derrotado por 2-1 no placar agregado. Jogou 60 minutos na final da Copa do Rei, onde o seu time foi derrotado por 2-1 pelo Real Madrid. Também começou jogando a partida decisiva de La Liga contra o Atletico, antes de ser substituído por Xavi, faltando 13 minutos para o fim da partida, sendo este o seu último jogo com a camisa azulgrená.

Jogando pelo seu país, Fàbregas representou a Espanha em todos as grandes competições desde a Copa do Mundo de 2006, quando tinha apenas 19 anos, ganhando três troféus no caminho. Depois de uma impressionante Euro 2008, em que converteu um pênalti decisivo contra a Itália nas quartas-de-final, deu o passe para o gol da vitória, marcado por Andres Iniesta, na final da Copa do Mundo de 2010.

Na Euro de 2012, outra campanha vitoriosa para a Espanha, converteu o pênalti da vitória na disputa das semi-finais contra Portugal, bem como começou jogando a final, na vitória por 4-0 contra a Itália.

Fàbregas está na Seleção Espanhola nesta Copa do Mundo, onde terá todos os holofotes sobre ele. Todo o seu progresso poderá ser monitorado no site oficial do clube, bem como aqui, no Chelsea Brasil.

Informações pessoais:

Nome completo: Cesc Fàbregas
Data de nascimento: 4 de maio de 1987
Local de nascimento: Arenys de Mar, Espanha
Altura: 1,79m
Peso: 68kg

Seleção Espanhola

2002-2005:
Base Sub-16-Sub21 – 39 jogos; 15 gols 
2006- Espanha
 (89 jogos e 13 gols)

Títulos pelo clube

Copa da Inglaterra (04-05); Copa da Liga Inglesa (03-04); Campeonato Espanhol (12-13); Copa do Rei (11-12); Supercopa da Espanha (2011 e 13); Supercopa Europeia (11) e Mundial de Clubes (11)

Títulos pela Seleção Espanhola

Eurocopa (08 e 12) e Copa do Mundo (2010)

Lucas Ribeiro