Podendo entrar no G-4, Chelsea recebe o Newcastle United

Nesta segunda-feira (15), o Chelsea encara o Newcastle United em Stamford Bridge, em jogo válido pela 24ª rodada da Premier League. Atualmente em quinto, a partida para o Chelsea será a oportunidade de se reaproximar dos líderes da liga. E principalmente, recuperar uma vaga na zona de classificação para a Champions League. Os visitantes encontram uma realidade completamente diferente. Isso porque ocupam o 17º posto. Apenas uma posição abaixo da zona de rebaixamento. A partida começa às 17:00, horário de Brasília. A transmissão será por conta do DAZN, e terá tempo real pelo nosso twitter @ChelsBrasil

Os Blues visam manter a boa fase atual. No total, cinco partidas sob nova direção. 4 vitórias e um empate. Apenas um gol sofrido. Curiosamente, um gol contra do zagueiro Rudiger. Além disso, os comandados de Tuchel tem uma motivação a mais. Vencendo, o Chelsea trocará de posição com o Liverpool. Consequentemente, atingindo um lugar entre os quatro primeiros colocados. O time de Londres se encontra atualmente com 39 pontos, sendo 11 vitórias, 6 empates e 6 derrotas. 38 gols marcados e 24 sofridos. Os 24 gols contra são suficientes para tornar a defesa dos Blues a segunda menos vazada.

Mendy causou impacto imediato na defesa dos Blues (Foto: football.london)

O Newcastle não vem de atuações regulares. Isso se explica no recente repertório. Os últimos dez jogos renderam 7 derrotas, 1 empate e apenas 2 vitórias. Atualmente, os alvinegros somam 25 pontos. Apesar disso, se encontram dez pontos acima da zona de rebaixamento.

Histórico de Confrontos

O recente retrospecto é favorável ao time de Abramovich. Nos últimos 10 jogos, o Chelsea venceu 7 deles, empatou um e perdeu em duas ocasiões. Os resultados são ainda melhores no retrospecto em casa.

Os Blues venceram os últimos oito jogos contra o Newcastle, em Stamford Bridge. A última vitória dos visitantes foi em 18 de janeiro de 2020, 1-0 jogando em St. James’ Park.

Abraham marcou no último encontro com o Newcastle (Foto: Chelsea FC)

No último encontro, o Chelsea triunfou por 2 a 0, com um gol contra e de Tammy Abraham. Os londrinos podem se espelhar na última partida, que aconteceu em 21 de novembro. Uma vitória simples garante vaga na zona da Liga dos Campeões.

O Chelsea até aqui

Com os ajustes necessários, o Chelsea conseguiu embalar uma maior regularidade. Boa o suficiente para ter a chance de recuperar um posto no G-4. O boost de Thomas Tuchel coroou três vitórias seguidas. Portanto, o clube volta a brigar por uma vaga na maior competição européia. A defesa dos Blues tem sido um fator determinante. Com 24 gols sofridos, está empatada com o Aston Villa pela segunda melhor da liga. Uma mudança necessária. Isso porque o Chelsea sofreu com atuações defensivas irregulares na última temporada. O ataque não decola, porém faz o simples. Os resultados, embora não muito expressivos, garantem o resultado necessário. Isto é, com o entrosamento atual, em tão pouco tempo com o novo treinador alemão.

Com amplo favoritismo no papel, o Chelsea pode potencialmente alcançar 42 pontos no torneio. Suficientes para o quarto lugar. A grande especulação na transição Lampard-Tuchel era a questão do trabalho com os jovens de Cobham, essenciais para o presente e futuro do clube. Tuchel, no entanto, mostrou que confia em seu elenco como um todo. Jogadores jovens e veteranos estão recebendo oportunidades e a cultura do treinador começa a ser disseminada paulatinamente. Tammy Abraham é o artilheiro da equipe na Premier League, com 6 gols.

O adversário

Às vésperas do encontro entre as equipes, a discrepância não poderia ser maior. 12 posições separam os dois times. O Newcastle apresenta muita irregularidade em seus resultados. Das sete vitórias, três foram em casa. Ou seja, o mando de campo não tem significado muita coisa. Com os torcedores afastados dos estádios, o Newcastle perde um grande e determinante fator. A atmosfera de St. James’ Park.

Os visitantes não encontraram boas sequências na temporada (Foto: Getty Images)

Com 12 derrotas, os visitantes estão em terceiro, em clubes que mais perderam até aqui. Apesar de tudo, o elenco do Newcastle conta com bons nomes que são passíveis de perigo a qualquer momento. Com a ausência de Callum Wilson, o brasileiro Joellinton deverá ser a referência no ataque. Saint-Maximin, Shelvey Miguel Almirón, são alguns dos nomes que também podem desequilibrar a partida e causar dificuldades para a defesa do Chelsea. Na lista de lesões, o Newcastle não conta com Fabian Schar. Perda significativa na defesa.

Prováveis escalações

Os donos da casa entrarão em campo com as ausências de Kai Havertz e Thiago Silva. Ambos lesionados. César Azpilicueta está pendurado com quatro cartões amarelos. Com pouco tempo para disseminação de ideias de Tuchel, as escalações tem apresentado grande variação.

Analisando as últimas cinco composições de elenco, pode-se esperar que o alemão mande a campo: Mendy; Azpilicueta, Christensen, Rudiger; James, Jorginho, Kante, Chilwell; Mount, Abraham, Werner

O Newcastle deve apresentar poucas variações em sua escalação, porém perde seu principal goleador. Callum Wilson. Steve Bruce deve levar a campo: Darlow; Krafth, Clark, Dummett, Lewis; Hayden, Willock, Shelvey, Almiron; Joelinton, Saint-Maximin.

Fique de Olho

Definitivamente, o atleta a ser observado na equipe adversária é Allan Saint-Maximin. O meia francês é extremamente ágil e qualificado. Tendo sido eleito o melhor em campo, na vitória contra o Southampton por 3×2, Saint-Maximin distribuiu duas assistências e desequilibrou a partida em favor do Newcastle United.

Porém, algumas lesões e atuações apagadas colocam um ponto de interrogação no poder de decisão do jovem francês. De certo, inspirado ou não, sua neutralidade é um ponto chave para uma tranquilidade defensiva.

Informações da Partida

Data: 15 de fevereiro de 2021

Horário: 17h00 (Horário de Brasília)

Competição: 24ª rodada da Premier League

Transmissão: DAZN

Local: Stamford Bridge – Londres, Inglaterra

Árbritro: Peter Bankes

Category: Competições

Tags:

Article by: Leonardo Moreira