Frank Lampard fala sobre críticas excessivas e transferências

O técnico do Chelsea mencionou a necessidade e obrigação em proteger os atletas do excesso de críticas

Frank Lampard concedeu entrevista na segunda-feira (28) sobre o jogo contra o Tottenham, válido pela fase oitavas de final da Copa da Liga Inglesa. Além das questões sobre o embate, Lampard falou também sobre excesso de críticas aos jogadores. Além disso, o técnico salientou que, sobre os comentários incisivos, uma das missões dele como treinador é resguardar os atletas da pressão excessiva. Confira a entrevista do técnico do Chelsea.

Críticas excessivas

“Quando eu comparo com meus dias como jogador, os níveis de criticismo aumentaram, principalmente, por causa das mídias sociais, e do fato de serem tão predominantes e incisivas”, iniciou Frank Lampard. “É muito fácil ser crítico quando você está atrás do celular ou do teclado e, infelizmente, isso também envolve muita exposição aos atletas. É uma pena que pessoas reajam tão rapidamente quanto ao jogo ou um momento específico”, afirmou.

“Deve ser lembrado que esses jogadores são jovens, são humanos e eles podem ser afetados por isso. Portanto, eu tenho que protegê-los e ser uma fonte de apoio e força para quando isso acontecer com algum atleta do plantel. Essa é uma parte muito importante do meu serviço, pois a confiança do futebol é um fator muito importante”, disse o técnico do Chelsea.

Kepa e sua confiança

“Com Kepa, eu senti na última semana que as críticas e o escrutínio do lado de fora. E quão intenso tem sido e foram [as críticas]. Foram além do que deveriam ser. Esse é o mundo moderno que vivemos, portanto, não posso reclamar muito, mas eu tenho que proteger os atletas dessas situações”, disse.

“Ele é um jovem atleta, trabalhando todo dia para fazer a coisa certa. Para estar pronto e em forma. Algumas vezes no futebol, coisas momentâneas aparecem de encontro com você e, para um goleiro, é muito pior do que em qualquer outra posição no campo. Se há crítica e frieza do lado de fora, certamente não é isso que acontece aqui. Queremos o melhor para ele [Kepa] e é meu trabalho apoiá-lo”, salientou.

Tottenham na Copa da Liga Inglesa. Quem joga no gol?

Na temporada passada, Willy [Caballero] estava atuando nas Copas e depois entrou no Campeonato Inglês. Além disso, Kepa atuou na Copa, mas todo o cenário mudou. Nunca há uma certeza absoluta e vou tomar uma decisão da melhor forma que vejo para o jogo contra o Tottenham”, frisou Frank Lampard.

Sobre saídas de atletas

“Se for positivo para o clube e para o jogador, então poderá acontecer. No momento, o plantel é muito grande, mas teria que ser a situação certa para nós. É também um momento incerto sobre o que está acontecendo atualmente. Estamos sempre nos preocupando com quarentenas e isolamentos, situações que tivemos muito durante a pré-temporada. Temos que priorizar o elenco que temos que ter certeza que estamos confortáveis com a decisão. Entretanto, existe a possibilidade de que alguns jogadores possam se transferir, se isso foi positivo”, concluiu Lampard.

Por fim, Frank Lampard mencionou a possibilidade Ruben Loftus Cheek se transferir do plantel londrino. Confira a matéria no Chelsea Brasil.

João Vitor Marcondes

Taubateano e jornalista.