Chelsea Sub-18 vence o Blackburn fora de casa

Adam Viveash elogia ataque, mas pede atenção na parte defensiva. (Foto: Chelsea FC)

Adi Viveash elogia o ataque, mas pede atenção do time na parte defensiva (Foto: Chelsea FC)

O sub-18 do Chelsea venceu fora de casa pela primeira vez nesta temporada, ganhando do Blackburn Rovers de virada por 5×2. São agora nove gols em dois jogos para a equipe treinada por Adi Viveash, que se recuperou bem depois de perder para o Everton no final do mês passado, vencendo hoje e tendo vencido por 4-2 o Liverpool, na semana passada.

Os jovens Blues começaram a partida de forma brilhante e foram recompensados logo aos cinco minutos. Uma jogada rápida entre Kasey Palmer e Dominic Solanke culminou com uma grande assistência para Ambrose Gnahore, que chutou a 25 metros da meta e marcou um golaço.

O jogo ficou dominado durante a maior parte do primeiro tempo, mas a equipe não foi capaz de tirar vantagem, perdendo uma série de oportunidades de gol. O time foi castigado aos 30 minutos, quando o time da casa empatou.

Depois de perder a posse da bola no meio campo, o Blackburn partiu em velocidade, e o árbitro não hesitou em marcar o pênalti quando Dion Conroy cometeu uma falta dentro da área. O pênalti foi convertido, empatando a partida.

Com o gol, o Blackburn se lançou para o ataque e conseguiu a virada à dois minutos do intervalo, quando o seu atacante virou em cima da zaga e estufou as redes, dando-lhes a vantagem no placar.

A forma apática com que o time foi para o intervalo deixou uma incógnita para o segundo tempo, mas logo aos cinco minutos o Chelsea conseguiu o empate. Palmer passou uma bola impressionate para Dominic Solanke, e o atacante quase foi derrubado antes de finalizar e fazer o gol de empate dos Blues na partida.

Logo depois o jogo virou a nosso favor, quando foi marcada uma penalidade após Solanke ser derrubado pelo goleiro. Palmer foi o jogador encarregado de bater, não cometendo nenhum erro.

Sentindo que podia fazer mais gols no jogo, a equipe foi para cima, e logo conseguiu marcar mais um em jogada de Solanke, marcando o quarto gol do time na partida. Agora, no controle e com uma vantagem de dois gols, o jogo estava praticamente ganho, mas ainda havia tempo para Gnahore marcar o quinto gol, após um belo chute de longa distância. O Blackburn ainda acertou uma bola na trave, mas o estrago já estava feito e o Chelsea conseguiu uma vitória impressionante.

Refletindo sobre o desempenho, Viveash sentiu que os jogadores aprenderão muito com a partida

Estávamos muito bem para atacar, mas há muito para trabalhar na parte defensiva“, disse ele. “Tivemos algumas grandes jogadas no ataque e foi um jogo onde os jogadores terão aprendido muito em termos do seu desenvolvimento. Temos alguns jogadores de ataque muito bons e com um bom ritmo. Solanke tem apenas 16 anos, e ele fez dois gols hoje, fora algumas grandes jogadas. Kasey Palmer jogou no papel de meia ofensivo e o fez muito bem, mas precisamos ser mais sólidos na parte de trás.”

“Nós teremos um monte de trabalho para fazer em termos de desenvolvimento nas situações defensivas, e não apenas os defensores, mas como todos os jogadores. Foi a nossa primeira vitória fora de casa e isso é importante, porque ganhar jogos gera confiança.”

Chelsea (4-3-3): Ben Killip; Ola Aina, Jon Muleba (c), Dion Conroy, Kevin Wright; Mukhtar Ali (Isaac Christie-Davies), Jordan Houghton, Kasey Palmer; Chike Kandi, Dominic Solanke (Tammy Abraham, 80′), Ambrose Gnahore.

Alberto Capela