Screenshot_9

A dúvida sobre Patrick Bamford, e a regular semana dos emprestados pelo Chelsea

Titular na vitória do Norwich contra o West Bromwich Albion no último fim de semana, Patrick Bamford é um atacante inglês que se juntou ao Chelsea em janeiro de 2012, vindo do Nottingham Forest. Atuando pelas camadas jovens com apenas 16 anos, jogava pelos lados do campo, pois Romelu Lukaku, ainda parte do time juvenil, atuava centralizado. A despeito disso, Bamford começou a ser escalado no centro do ataque quando o belga fora promovido ao time principal, marcando seis gols em sete jogos.

Em novembro daquele ano, Bamford foi emprestado ao MK Dons, onde impressionou na sua estreia: um 5 a 1 contra o Colchester United. Porém, algumas lesões o atrapalharam e ele teve que voltar para Stamford Bridge apenas dois meses depois. No último dia da janela de transferências de inverno europeu, foi novamente emprestado ao MK Dons, até o final da temporada 2012/13, marcando quatro gols em oito jogos.

Com um bom retrospecto, continuou na equipe de Milton Keynes até janeiro de 2014, marcando 17 gols em 30 jogos até o contrato de empréstimo expirar. Foi recompensado com o prêmio de jogador do mês de dezembro, no qual ele marcou três gols.

As boas performances do jovem atraíram os olhos de Karl Robinson, então técnico do Derby County, que contou com Bamford de janeiro até o fim da temporada 2013/14, na qual seu time perdeu o play-off de promoção para a Premier League para o QPR no último minuto, devido a um gol de Bobby Zamora.

Procurando afirmação, continuou na Championship. Dessa vez, no Middlesborough, durante a temporada 2014/15 completa. Lá, marcou 19 gols em 37 jogos e foi um dos destaques da equipe – e também da liga. Apesar de impressionar, voltou ao Chelsea mas não conseguiu lugar no time titular. Foi emprestado novamente, mas dessa vez para um time de alto escalão: o Crystal Palace.

Os Eagles queriam mantê-lo até o final da temporada, mas com pouca utilização e falta de adaptação, Bamford preferiu retornar ao Chelsea no meio da temporada. Assim, foi emprestado ao Norwich City para ganhar tempo de jogo.

Até agora, foram cinco jogos, dois como titular, mas nenhum gol marcado, o que dá certa preocupação aos dirigentes e olheiros do Chelsea, que certamente observam-no e esperam que o inglês tenha bom desempenho, podendo vir a ser titular no clube de Stamford Bridge.

Semana regular para os emprestados pelo Chelsea

Na Championship, Tomas Kalas jogou os 90 minutos da vitória do Middlesborough sobre o Hull City por um gol. O Boro está a um ponto dos dois primeiros lugares e, com a vitória, ultrapassou os Tigers na tabela.

Quem brilhou foi Dominic Solanke: o inglês voltou de lesão e veio do banco para marcar dois gols na vitória do Vitesse por 3 a 0 fora de casa contra o Groningen, pela Eredivisie. Marco van Ginkel não teve a mesma sorte, pois perdeu em casa por 2 a 0 para o Ajax.

Apesar de empatar o marcador para o Borussia Mönchengladbach, Andreas Christensen não foi capaz de impedir que o Schalke fizesse o segundo gol e garantisse a vitória na Bundesliga. Ainda na Alemanha, Papy Djilobodji jogou os 90 minutos do empate entre Werder Bremen e Mainz por 1 a 1.

Mohamed Salah jogou no empate em 1 a 1 entre Roma e Internazionale de Milão pela Serie A italiana e Jeremie Boga foi substituto na derrota do Stade Rennais por 5 a 2 para o Olympique de Marseille. Diferentemente, na Turquia, Marko Marin foi titular na vitória simples do Trabzonspor sobre o Sivasspor.

Compartilhe

Comments

Category: Chelsea Football Club

Tags: