Vitória de campeão!

Reta final da temporada. Jogo complicado, Goodison Park, casa do Everton. Thibaut Courtois já havia afirmado que para as últimas partidas na Premier League em 2016/17, esta seria a mais difícil. E apesar do belo placar, vitória por 3 a 0, engana-se quem pensa que foi tranquilo.

Dentro do seus domínios, os Toffees tinham até então oito vitórias consecutivas. E o rótulo de ‘durão em casa’ foi mostrado durante os noventa minutos. Principalmente nos primeiros quinze da segunda etapa. Romelu Lukaku, ex-Chelsea, estava doido para marcar mais uma vez. Teve boas oportunidades, principalmente quando girava como pivô pra cima de David Luiz que teve dificuldades em contê-lo.

No entanto, futebol é resultado. E quando a luz divina ilumina o líder da tabela, nada para a equipe. Pedro acertou um canhão para aliviar a tensão existente para os Blues. Gol de um jogador questionadíssimo pela torcida e imprensa na última temporada, mas que Antonio Conte ressuscitou.

Ainda haveria tempo para Gary Cahill aproveitar falta cobrada por Eden Hazard e marcar o segundo. Gol do provável futuro capitão do Chelsea, dada a saída de John Terry em junho. Mais um atleta que a torcida pediu a cabeça após a derrota para o Arsenal no Emirates Stadium (onde de fato, ele errou muito), mas que se provou muito útil para o técnico italiano.

Outro coringa de Conte, Willian, fecharia o placar para selar os três pontos. O brasileiro que pode ser chamado assim, pois até hoje ninguém sabe quem de fato é o dono da ponta direita no clube. Ora Pedro, ora Willian, os dois dão conta do recado.

Vale também ressaltar que a incômoda sequência de levar gols em todos os jogos acabou para Courtois. Uma verdadeira vitória de campeão! Agora, basta os Blues não tropeçarem e o título fica em Stamford Bridge. Contagem regressiva: faltam apenas três vitórias!

As palavras neste texto condizem com a opinião do autor, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil.

Comentários

Category: Opinião

Tags: