Nemanja-Matic-is-congratulated-by-Jose-Mourinho

United deve apostar na chegada de Matic. E o Chelsea não pode deixar com que isso aconteça

Nas últimas semanas, os rumores ligando a contratação de Nemanja Matic por parte do Manchester United esfriaram. Entretanto, com a confirmação da chegada de José Mourinho nos Red Devils esse cenário pode (e deve) mudar. E, olhando para os dois lados dessa negociação, seria plausível pensar que um negócio, no atual contexto, é viável. E catastrófico para o Chelsea, claro.

Matic vem de uma temporada fraca. Seria aceitável falar que seu rendimento caiu junto com o restante do time, que no geral foi péssimo. Mas sua situação é diferente. No início da campanha, com Mourinho, o jogador se manteve fazendo sua função favorita, de primeiro volante, saindo-se bem. Com o passar dos jogos, os problemas táticos passaram a ser evidentes, e o treinador buscou proteger melhor a defesa dando oportunidades a Mikel e mantendo Matic. Assim, o jogador se “transformou” em segundo volante.

Apesar de ter uma saída de jogo acima da média para alguém de sua posição/porte físico, atuar numa posição “acima” seria um grande desperdício de talento. E foi. Quando teve a chance, porém, de voltar para a sua faixa de campo preferida, se apresentou de maneira afoita, sem o mesmo poder de desarme e saída de jogo descuidada, talvez pela tentativa de adaptação ao que lhe foi designado anteriormente. Dessa forma, tornou-se reserva.

Pois bem. A temporada 2014/15 de Matic foi excepcional, estando entre os três melhores do time ao lado de Fàbregas e Hazard. Como peça tática, foi disparado o mais importante entre os onze titulares, sendo o pilar para o funcionamento do time. Perdeu pouquíssimos jogos e se manteve com solidez durante todo o tempo. Eleito o melhor da posição da Premier League e sendo um dos principais nomes da posição no mundo.

Uma temporada ruim apaga isso? Espero que não. Acredito que sim. Até porque, na terrível época que acabou recentemente, Matic foi um dos poucos que não teve a paciência e as oportunidades necessárias para voltar a atuar bem. A partir da chegada de Hiddink, principalmente, foi raro vê-lo em campo como titular e em sua posição favorita. Ao invés disso, overdose de Mikel, como se estivéssemos em 2008. Hazard teve inúmeras chances e voltou a jogar bem no fim da temporada. Fàbregas idém. Oscar e Diego Costa também raramente iam para o banco, e nesse caso nem a recuperação conseguiram. Por que não Matic?

Posto isso e olhando para o cenário de mercado, no qual o Manchester United busca mudar o seu patamar (vide Zlatan Ibrahimovic), a contratação de Matic seria mais um passo a frente para José Mourinho, que conhece o suposto novo comandado e esteve participando diretamente dos melhores momentos de sua carreira. É difícil imaginar que a busca não ocorra, e mais ainda pensar que o Chelsea irá resistir às investidas.

As palavras contidas nessa reportagem condizem à opinião do autor, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil.

Compartilhe

Comments

Category: Opinião

Tags: