Sim, o Chelsea vai ser campeão inglês

Restam seis jogos para Chelsea e Tottenham até o fim da Premier League. O campeonato caminha para a 34ª rodada, mas ambos têm uma partida pendente a fazer. Os seguidores do Inglesão 2016/2017 ficaram assombrados com o término da última jornada, quando o Manchester United derrotou os Blues em Old Trafford. Obviamente que o revés em um clássico fora de casa não é algo para ser considerado como anormal. O problema é que esse resultado sacramentou a significativa redução da distância entre os londrinos no número de pontos.

A diferença, que já esteve em 10, ficou por um razoável período em sete, e agora caiu para quatro. De fato, restando meia dúzia de compromissos para cada lado, a queda assusta até o mais otimista torcedor azul.

Só que existe um detalhe fundamental a ser considerado nessa projeção: os adversários que faltam aos rivais envolvidos. O Chelsea enfrentará Southampton, Everton, Middlesbrough, West Bromwich, Watford e Sunderland. Dois destes times estão hoje na zona de rebaixamento, e os melhores posicionados ocupam as colocações sete e oito. Do outro lado da moeda, a parte final do calendário dos Spurs é extremamente mais ingrata. Eles irão duelar com Crystal Palace, Arsenal, West Ham, Manchester United, Leicester e Hull City. Quem está com a vida mais delicada neste pacote ocupa o último posto antes da zona da degola – ou seja, dos piores, ainda é o melhor. E dois aparecem entre os seis primeiros, sendo que um desses oponentes é seu arquirrival.

Certamente, muitos falarão que confrontar equipes desesperadas é algo que reúne dificuldades até maiores, pela questão da necessidade da sobrevivência. Porém, ninguém entra no fundo do poço por um motivo que não seja a falta de competência/qualidade. Além disso, vale destacar que jogar sem margem para erro mexe bastante com a confiança dos atletas de times que se encontram nesse contexto. Sobre a derrota em Stamford para o Palace? Acidente de percurso.

Em suma, para não ficar em cima do muro, a afirmativa é de que o Chelsea vai ser campeão inglês na atual temporada. Mais impactante que a diminuição drástica do abismo entre os líderes na tabela é o desnível dos caminhos que cada um vai percorrer até a linha de chegada.

No futebol tudo é possível? Claro. Queimar a língua no esporte em questão é fácil? Bastante. Mas, nesse caso, o risco de dar errado é bem pequeno. Outros, mais cautelosos, citarão que a matemática ainda não exclui Liverpool, Manchester City, Manchester United, Arsenal e Everton da briga. Nesses casos, basta dar uma conferida na classificação atualizada para entender que, se já é super complicado para o dono do segundo lugar… O que dizer, então, dos demais? Portanto, podem apostar.

Não se trata de salto alto, nem prepotência. É lógica. A única partida que o Leão da capital tem enormes chances de tropeçar feio é diante do Everton, na casa do desafiante. Fora isso, a turma de Antonio Conte só perde a taça se fizer TUDO errado. Ainda assim, é preciso que TUDO dê certo do lado de lá.

 

As palavras neste texto condizem com a opinião do autor, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil.

Category: Opinião

Tags: