Que Deus proteja N’Golo Kanté

N’Golo Kanté é daqueles jogadores que qualquer equipe no mundo inveja outro time em tê-lo. É impressionante o que o francês produz dentro de campo. Mais uma vez, na vitória por 3-0 sobre seu ex-clube, o Leicester City, o camisa #7 foi soberano. Correu, desarmou, passou… tudo que se espera de um volante com grande qualidade técnica.

É inegável que o meio-campo do Chelsea melhorou muito desde sua chegada. Se na temporada passada, possuíamos uma equipe frágil defensivamente, com Kanté, essa preocupação não some completamente, mas dá mais tranquilidade ao torcedor. Só não se esvaia porque temos zagueiros com nível técnico baixo.

Importantíssimo na campanha dos Foxes em 2015/16, não me espanta o porque do clube dirigido por Claudio Ranieri ter decaído tanto desde sua saída. Antes sólida como a Muralha da China, agora a defesa do Leicester de 16/17 já não assusta ninguém. Coincidência com a vinda do francês para Stamford Bridge? Acho que não.

Para se ter uma noção dos números dele, no jogo do último sábado foram 3 desarmes, 4 interceptações, 100 toques na bola, com 87,2% na precisão dos passes. Muita coisa não? O ponto negativo fica para o gol que perdeu, no qual Wes Morgan se atirou na bola para evitar o tento. Seria a cereja do bolo.

Sobre a vitória, também temos de exaltar a grande capacidade de Diego Costa em estar sempre presente na hora certa e no local exato. Sua média de 1 gol por jogo mostra muito do híspano-brasileiro nesta temporada. David Luiz também foi muito bem! Critico quando devo, mas elogio quando merece. O brasileiro engoliu Jamie Vardy.

Meu último pedido no fim deste texto é que Deus proteja Kanté. Livre-o de lesões, suspensões e afins. Amém.

As palavras neste texto condizem com a opinião do autor, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil.

Comentários

Category: Opinião

Tags: