Qual é o melhor início da Premier League do Chelsea?

Com a goleada frente ao Cardiff, o Chelsea alcançou sua quinta vitória consecutiva na disputa da Premier League 2018/2019.  Porém, qual foi o melhor início da Premier League do Chelsea ? Qual foi a temporada onde alcançamos a maior sequência inicial de vitórias?

A primeira temporada de Abramovich (2003-2004)

Com o limitado técnico Claudio Raineri, o Chelsea conseguiu apenas 2 vitórias – contra Liverpool e Leicester -, por 2 a 1. Na sequência, porém, acabamos parando no Birmighan, em um empate sem gols.

Temporadas 2004/2005 a 2006/2007

Já com o técnico José Mourinho, em sua primeira temporada, foram quatro vitórias: Manchester United (1 a 0), Birmighan (1 a 0), Crystal Palace (2 a 0), Southampton (2 a 1), até parar no Aston Villa (0 a 0). Nesta oportunidade, sofremos apenas 15 gols em 38 jogos,

Na temporada 2005/2006, a mesma em que conquistamos o bi-campeonato da Premier League, veio nosso recorde em sequência inicial de vitórias na Premier League.

Foram 9 (nove) vitórias seguidas, contra Wigan (1 a 0), Arsenal (1 a 0), West Bromwich (4 a 0), Tottenham (2 a 0), Sunderland (2 a 0), Charlton (2 a 0), Aston Villa (2 a 1), Liverpool (4 a 1) e Bolton (5 a 1).A rodada seguinte, no entanto, guardava um desagradável empate em 1 a 1 contra o Everton.

Na temporada 2006/2007, já com Mourinho desgastado, nosso pior início da história. Depois de vencermos o Manchester United por 3 a 0 (gols de Terry, Lampard e Drogba), acabamos sendo derrotados pelo Middlesbrough por 2 a 1.

Temporadas 2007/2008 e 2008/2009

Devido a temporada 2007/2008 ter sido, sem dúvida nenhuma, a mais sui generis para o Chelsea, seja pela demissão de Mourinho, pela contratação do desconhecido Avran Grant ou pelas três vezes que chegamos em uma final e perdemos (o artigo você poderá ver aqui).  O importante é que começamos ganhando do Birminghan (3 a 2) e do Reading (2 a 1) – mas acabamos empatando com o Liverpool por 1 a 0 na sequência.

É importante, porém, lembrar que em 2008/2009 tínhamos, no banco de reservas, o campeão mundial pelo Brasil em 2002, Luiz Felipe Scolari. Naquele ano, começamos com duas vitórias: Portsmouth (4 a 0) e Wigan (1 a 0), até parar diante do Tottenham, no empate por 1 a 1.

Finalmente Felipão foi demitido, sendo substituído por Guss Hiddink que fez um fantástico trabalho durante seu comando.

Temporadas 2009/2010 e 2010/2011

É digno de nota lembrar que, em ambas as temporadas, fomos treinados pelo técnico italiano Carlo Ancelotti.

Como resultado, iniciamos com seis vitórias seguidas: Hull City (2 a 1), Sunderland (3 a 1), Fullham (2 a 0), Burnley (3 a 0), Stoke (2 a 1), Tottenham (3 a 0); até cairmos diante do Wigan, por (3 a 1).

Finalmente, ma última temporada do italiano à frente do Chelsea, iniciamos de forma avassaladora. Uma vitória por 6 a 0 contra o West Bromwich e outra por 6 a 0 frente ao Wigan. Continuamos vencendo mais três partidas, diante de Stoke (2 a 0), West Ham (3 a 1), Blackpool (4 a 0); mas pararmos no Manchester City, com uma derrota por 1 a 0.

Temporadas 2011/2012 e 2012/2013

Iniciando a temporada sob o comando da promessa André Villas-Boas, tropeçamos logo na estreia. Um empate sem sal contra o Stoke por 0 a 0 deu início a campanha pela Premier League.

Na temporada 2012/2013, em que estreamos como o atual vencedor da Premier League Roberto Di Mateo, engrenamos três vitórias seguidas. Batemos Wigan (2 a 0), Newcastle (2 a 0) e Reading (4 a 2), até empatarmos frente ao Queen Park Rangers por 0 a 0.

Temporadas 2013/2014 a 2015/2016

Na volta do nosso vitorioso José Mourinho, começamos de forma tímida. Vitória por 2 a 0 frente ao Hull City e um empate em 0 a 0 frente ao Manchester.

Em contraste, na sua segunda temporada (onde o próprio técnico prometia o campeonato), começamos de forma avassaladora. Vencemos o Burnley (3 a 1), Leicester (2 a 0), Everton (6 a 3) e Swansea (4 a 2), até empatarmos contra o Manchester City. A goleada por 6 gols no Everton no Goodison Park, pode ser vista abaixo:

Em sua última temporada (2014/2015), já desgastado – como é normal em seu terceiro ano pela mesma equipe  -, começamos tropeçando diante do Swansea, em um empate por 2 a 2.

Temporadas 2016/2017 e 2017/2018

Com o técnico Antonio Conte, iniciamos ‘aos trancos e barrancos’. Vitória contra o West Ham (2 a 1), Watford (2 a 1), Burnley (3 a 0) até cairmos frente ao Swansea (2 a 2).

Como resultado, na sua última temporada enfrentando tudo e todos, começamos a pior sequênica de nossa história. No primeiro jogo, derrota frente ao Burnley, em Stamford Bridge, pelo placar de 3 a 2.

Temporada 2018/2019

Depois de uma enorme novela envolvendo a contratação de Sarri, começamos de forma avassaladora: foram cinco vitórias contra o Huddersfield (3 a 0), o Arsenal (3 a 2), o Newcastle (2 a 1), o Bornemouth (2 a 0) e o Cardiff (4 a 1).

O resultado deste fim de semana, no entanto, não foi dos melhores para as estatísticas de Maurizio Sarri. O empate em 0 a 0 contra o West Ham impediu que alcançaremos seis vitórias, empatando com a primeira temporada de Carlo Ancelotti – e ficando a apenas três de igualar o nosso recorde de nove vitórias no início da Premier League da temporada de 2005/2006.

#GoBlues

As palavras neste texto condizem com a opinião do autor, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil.

A gente sabe que você também tem o sangue azul. Apoie o Chelsea Brasil e ajude a escrever a nossa história! Link direto para a campanha: https://goo.gl/6AAUzD.

Apoia-se Chelsea Brasil

Dalton Gerth

Torcedor do Chelsea desde a época em que Vialli era técnico E jogador, advogado e estudante de licenciatura em Matemática.