Patinho feio - Chelsea Brasil

Patinho feio

2016/2017 foi uma temporada mágica para o torcedor blue. Embora o clube, que se acostumou com a posição de gigante europeu, tenha ficado de fora da principal competição do velho continente (a UEFA Champions League), Antonio Conte e seus comandados foram brilhantes e levaram o Chelsea a mais um caneco de Premier League.

O ano de defesa do título, no entanto, vem sendo de altos e baixos. Mesmo com a estabilidade apresentada nas últimas partidas, o Chelsea já levou 3×0 da Roma, por exemplo. Os rivais de Manchester se reforçaram muito bem e são os dois primeiros colocados na tabela, apresentando estilos diferentes, porém eficazes. Se os Red Devils tendem a serem um pouco mais pragmáticos, os Citizens abusam do jogo bonito.

Os Blues estão na linha que dividem essas duas equipes. A proposta defensiva promovida por Conte, através do 3-5-2, deixa sua equipe bem postada na defesa, no entanto, o brilho de Eden Hazard faz com que o time londrino apresente bom futebol. Não é de se espantar os globos oculares, mas graças principalmente ao belga, podemos afirmar tal coisa.

O grande problema, no meu modo de ver, ao se atingir essa linha da qual falei, é que não há um padrão técnico no time. Em outras palavras, nós torcedores teremos uma caixinha de surpresas a cada jogo. Podemos esperar uma atuação ruim ofensivamente porém consistente na defesa, como foi contra o Swansea, ou agradável de se assistir com pitadas de falhas lá atrás, como se deu diante do Newcastle.

Há é claro, o lado bom neste problema. Se é uma surpresa para nós torcedores, para os adversários também será. Essa mesma variação pode acabar confundindo os planos táticos dos treinadores que enfrentarão o Chelsea.

Você pode estar se perguntando nesse momento, ‘por que escrever esse balanço da temporada até o momento?’. Pois bem, está claro na minha cabeça e creio que na de todos que acompanham o futebol inglês, que os Blues não são os favoritos ao título. Mas ao mesmo tempo, tem totais condições de vencê-lo. Os olhos da mídia se voltam aos Manchesteres da vida, mas bastará um escorregão que os leões londrinos podem surpreender.

Resumindo, em 2017/18 o Chelsea é o patinho feio dos três postulantes ao troféu. No entanto, não é nenhum absurdo afirmar que esse mesmo patinho pode ser na realidade um cisne no fim das contas.

As palavras neste texto condizem com a opinião do autor, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil.

Category: Opinião

Tags:

Article by: Vinícius Paráboa