Passado x presente dos envolvidos: um raio-X de Chelsea e Barcelona - Chelsea Brasil

Passado x presente dos envolvidos: um raio-X de Chelsea e Barcelona

Falta pouco. Menos de uma semana para o primeiro duelo do confronto entre Chelsea e Barcelona pelas oitavas de finais da UEFA Champions League. O Stamford Bridge será o palco dos 90 minutos iniciais, que podem ser decisivos para a classificação de uma das equipes. Diante dos inúmeros debates sobre a temporada de ambos, resolvi realizar o que uns chamam de “Raio-X”, outros denominam de maneiras diferentes, mas no final o importante é que, neste comparativo, “cravamos” (entre muitas aspas) quem é melhor no duelo posição por posição.

Como o Chelsea joga com três zagueiros e utiliza alas no lugar de laterais, a brincadeira acaba sendo dificultada, já que o Barcelona tem um sistema mais tradicional. A “solução” foi recuar um volante dos espanhóis para a linha defensiva. Neste caso, o escolhido para a improvisação foi Busquets. Além deste detalhe, também fiz algumas modificações no meio de campo para ser possível o comparativo. Obviamente que cada leitor pode e deve criar sua própria forma de analisar, com as adaptações que considerar melhor. Também vale destacar a constantes mudanças nas escalações blaugranas, que confundem bastante a montagem da sua provável escalação, e a ausência de Coutinho, já que ele defendeu o Liverpool nesta competição e, portanto, está fora.

Sem mais, segue abaixo aquilo que creio ser algo próximo da realidade, levando em conta dois critérios: capacidade do jogador/treinador e momento. Justamente por trabalhar com o passado e o presente de cada envolvido, algumas escolhas podem causar várias discórdias.

Finalmente… Que comece a diversão! Lembrando que tudo será definido apenas dia 14 de março no Camp Nou.

Obs.: X = vencedor do duelo.

Courtois (X) (  ) Ter Stegen – Pesou mais a capacidade do que o momento. Ficou próximo da igualdade.

Azpilicueta (  ) (X) Piqué – Azp. não é zagueiro de origem e Piqué já fez grandes apresentações na carreira.

Christensen (X) (  ) Busquets – Confesso que nunca fui grande fã do volante catalão, ao contrário da grande maioria de especialistas e torcedores. “Chris” está em um promissor início de carreira.

Rüdiger (  ) (X) Umtiti – O alemão pode muito mais. O francês vive boa fase desde a Euro.

Moses (X) (  ) Sergi Roberto – Se não sou fã do volante que recuei, muito menos deste rival aí. Sem mais.

Bakayoko (  ) (X) Rakitic – “Baka” já mostrou bom futebol, porém o croata tem mais currículo e apresentações de qualidade na carreira para “vender”.

Kanté (  ) (X) Paulinho – Como rejeitei a opção “empate”, vai o brasileiro pela temporada acima da média. Se fosse até 2016/17, escolheria o francês, de olhos fechados.

Alonso (X) (  ) Alba – Como pode o que veste azul não estar na (e ser titular da) Seleção Espanhola?

Pedro (  ) (X) Messi – Já foram companheiros de clube. Um era protagonista e o outro coadjuvante. Continua sendo assim. Talvez não sejam atletas de estilos semelhantes. Mais uma vez, reforço a complicação pelos esquemas distintos.

Hazard (X) (  ) Iniesta – Claro que Iniesta é/foi(?) craque. Hoje o “peso” do espanhol é menor e o belga é “o cara” deste Chelsea. Hazard perderia apenas para o Messi.

Giroud (  ) (X) Suárez – O primeiro está na média, mas convive sempre com a irregularidade, chegou agora e precisa ser efetivo. O uruguaio, obviamente, mostrou muito mais até aqui.

Conte (X) (  ) Valverde – O brigão de Stamford está totalmente perdido, no entanto já é consagrado na sua profissão. O do Barça está no caminho.

As palavras neste texto condizem com a opinião do autor, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil.

Category: Opinião

Tags:

Article by: Patrick Monteiro