(Foto: Chelsea FC)

Opinião: O que falta aos jogadores do Chelsea?

(Foto: Chelsea FC)
Que o Chelsea volte a ser o Chelsea (Foto: Chelsea FC)

O ano de 2015 está terminando da pior maneira possível. Depois de vencer a Premier League há sete meses, o Chelsea se encontra numa posição incômoda, passando 19 jogos, ou seja, um turno inteiro, mais próximo da zona de rebaixamento do que entre os quatro primeiros colocados.

São cinco vitórias na liga, só isso, em cinco meses de competição. Eliminado da Copa da Liga. Sem José Mourinho. Com treinador interino. E com jogadores que se sentem as maiores estrelas do universo. Oscar, Nemanja Matic, Eden Hazard e Diego Costa nunca serão ídolos como Didier Drogba, Frank Lampard, John Terry e Petr Cech. Nunca ganharam metade do que o treinador português ganhou pelo Chelsea e, ainda assim, conseguiram derrubar Mourinho.

O que falta aos jogadores do Chelsea? Falta vontade de jogar, vontade de se superar, falta querer ganhar. Falta brio. Para eles tanto faz como tanto fez se o time ganha, empata ou perde. Eles vão ganhar as mesmas cifras astronômicas todas as semanas, então por que se importar? Deve ser assim o pensamento dos atuais camisas 4, 8, 10 e 19. Aliás, só podem pensar desta maneira, senão por qual motivo jogariam tão mal como jogam?

Estamos sofrendo nesta temporada por muitos erros de José Mourinho. Mas que fique claro que ele não é o único culpado. A diretoria (omissa) tem muita parte nisso tudo, principalmente no quesito contratações. Como pode um time não mexer para melhorar o elenco? Até os pequenos times ingleses trouxeram bons nomes. Mou errou feio ao trazer somente nomes pontuais. Era preciso mais. Muito mais. Não que Asmir Begovic não tenha sido útil, pelo contrário, foi razoável enquanto esteve em campo. Falcao. Precisa falar alguma coisa sobre? Abdul Baba Rahman. Não é possível que ele seja pior que Azpilicueta. Papy Djilobodji e Marco Amelia nem contam, são café com leite.

Mudanças precisam ser feitas. Quando? O quanto antes, senão poderemos ter um triste final para a atual temporada. Gary Cahill com contrato renovado (meu Deus, quem fez essa loucura?), é um desperdício. Cesar Azpilicueta é fraco, Nemanja Matic, ao lado de Oscar, estão afundando o Chelsea. Ramires e John Obi Mikel  só servem para completar o elenco, porque quando mais precisamos, nunca aparecem (Ramires foi super importante em 2012. Depois disso fez o que?). Diego Costa até é um bom nome, mas sua fácil perda de foco é terrível. Num jogo importante contra o Manchester United, fora de casa, ele está suspenso. É ridículo o papel que ele faz. Busca brigar com o adversário, mas não disputa uma bola.

O quinto título inglês da história do Chelsea está custando caro. Ser campeão novamente é impensável e se classificar para a Champions League, só se for pela própria competição. Temos vivenciado um enorme vexame. São nove derrotas em 19 jogos. São quatro derrotas em Stamford Bridge. Não irei comentar a fase de grupos da Liga dos Campeões porque não fizeram mais do que a obrigação.

É uma pena ver Hiddink assumindo um Chelsea nessa situação. Ele merecia bem mais que isso depois do que fez em 2009. Certamente ele tentará fazer de tudo para tirar o clube dessa situação ridícula, mas o trabalho também deverá ser enorme, visto que os jogadores não dão tudo de si. Infelizmente, temos mais egos que jogadores de futebol.

Nos resta torcer para que a maré vire e esses “craques” voltem a jogar futebol. Eles não são jogadores ruins, mas precisam se focar no clube. Precisam pensar nos torcedores. Precisam querer, ter tesão, ter vontade e suar a camisa. Tomara que Thibaut Courtois volte a fazer defesas como as que fez contra o United . Tomara que John Terry e Kurt Zouma voltem a ter atuações seguras como a do último jogo. Tomara que Hazard tenha a ambição que teve no clássico. Tomara que Costa faça gols e não guerra. Tomara que Willian continue nos salvando. Tomara que Hiddink dê um jeito nesse elenco de crianças mimadas. Tomara…

As palavras contidas nessa reportagem condizem à opinião do autor, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil.

Compartilhe

Comments

Category: Opinião

Tags: