Diego Costa

Opinião: #FicaDiego

Bom, com a nova derrota para o Paris Saint-Germain nesta quarta-feira (09) e a eliminação do Chelsea da UEFA Champions League, nossas chances de participação na maior competição entre clubes do mundo é praticamente nula na próxima temporada. Apenas uma improvável quarta colocação na Premier League, lugar que hoje é do Manchester City e que está a 10 pontos de distância dos Blues com ainda nove partidas a serem disputadas, salvaria o sonho.

Apesar de a Champions League estar distante, o sonho europeu para 2016/17 é possível com a Europa League, mas tão pouco menos complicado. São nove pontos de distância do West Ham, quinto colocado da EPL. O sonho pode se tornar realidade com a conquista da FA Cup. Neste sábado (12), o Chelsea enfrenta o Everton pelas quartas-de-final do torneio. Três vitórias separam o Chelsea do título.

Vocês devem se questionar: “onde você quer chegar com isso tudo?”. Tudo bem, eu explico. Como um torcedor, digo que estou bastante decepcionado com a atuação individual de diversos jogadores nesta temporada. A partida de ontem foi apenas uma confirmação de todo o sofrimento passado por nós. Porém, serviu também para mostrar aos dirigentes do Chelsea que, seja qual for a competição que vamos disputar no ano que vem, o principal reforço será apenas um: manter Diego Costa.

Diego chegou no ano passado e de cara já marcou 20 gols na Premier League. Sim, nesta campanha teve um início de temporada muito abaixo do esperado, mas assim como todo o time. Com a volta de Hiddink ao comando, o atacante mostrou que a temporada passada não foi puro acaso e que o sonho de Cinderela do atacante não teria chegado ao fim. Sob o comando de José Mourinho, o brasileiro naturalizado espanhol marcou quatro gols em 23 partidas. Sua média cresceu consideravelmente com a chegada do holandês: 11 gols em 16 jogos.

#FicaDiego. Precisamos de você!
#FicaDiego. Precisamos de você! (Foto: Getty Images)

Mais do que números! Diego Costa traz para esse time do Chelsea algo que não se vê há muito tempo: vontade. É inquestionável sua entrega durante as partidas. Reclama com todos, briga com todos porque quer vencer! A partida contra o Paris Saint-Germain só comprova que sua permanência será o maior reforço para o Chelsea da próxima temporada.

Após a sua saída por lesão, o time sentiu o golpe e caiu drasticamente de rendimento. Enquanto esteve em campo, as melhores chances do time passavam por seus pés, seja finalizando – tanto que marcou o único gol da equipe – ou até puxando contra-ataques, além das diversas vezes em que retornou ao campo defensivo para ajudar na marcação. Diego viu o segundo gol do PSG já do banco de reservas.

Já se especula que o Atletico de Madrid faça uma proposta para repatriar um de seus ídolos recentes. O PSG poderia ser outro destino. E com a falta de projeção europeia que o Chelsea pode viver na temporada que vem, isso pode acarretar um êxodo de seus principais jogadores.

Seja o que acontecer, o Chelsea vem sempre em primeiro lugar. Mas admito, além de John Terry e Willian, Diego Costa é o único jogador que quero ver vestindo azul temporada que vem. Nada como o dia de hoje, aniversário do Chelsea, para pedir um presente para a diretoria. Mesmo de longe, ainda quero, após cada dividida, após cada provocação, após cada gol continuar gritando “Diego, Diego, Diego…”

As palavras contidas nessa reportagem condizem à opinião do autor, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil.

Compartilhe

Comments

Category: Opinião

Tags: