O que falta ao Chelsea?

Apesar do bom início de temporada, há momentos em que a dúvida paira na mente do torcedor. Ainda falta mostrar alguma coisa?

Que o Chelsea é um dos principais clubes do mundo na atualidade nós sabemos. As conquistas dos Blues nos últimos anos ajudam a confirmar essa imagem. Mesmo em um ano difícil com o da última temporada, a equipe saiu com um troféu importante dentro do cenário inglês. Teste seu conhecimento no futebol inglês com o código bonus Bet365 e prove que o Chelsea pode ir além das expectativas com seu novo jeito de jogar.

No último fim de semana, durante a transmissão de um dos jogos do campeonato inglês, um dos comentaristas solicitou ao colega que expusesse suas expectativas quanto aos candidatos ao título da temporada. A resposta foi que, dentro do big six, ele acreditava em Manchester City, Tottenham e Liverpool.

Os demais times estariam talvez um degrau abaixo, e por isso não foram elencados a conquista da Premier League. Como torcedor, aquilo naturalmente me incomodou, a ponto de fazer aquela crítica mental instantânea. Contudo, parando para refletir, tentei imaginar os motivos do Chelsea não estar na lista, tendo uma visão mais neutra.

Elenco

A equipe dos Blues tem muito talento, jogadores experientes internacionalmente e craques como o camisa 10, Eden Hazard. Com a permanência do jogador no clube, conforme escreveu o colunista Lucas Sanches, o torcedor fica mais aliviado.

Belga confirmou que fica no Chelsea (Foto: Getty Images)

Além disso, houveram novas contratações que até o momento tem mostrado muito valor. Acredito que todos tem gostado muito do que o ítalo-brasileiro Jorginho vem apresentando. Quanto ao novo goleiro Kepa Arrizabalaga, ainda creio que ele precise de uma sequência maior de jogos para que possamos emitir opinião de maneira mais adequada. O mesmo vale para o meia Mateo Kovacic.

Os demais jogadores já são velhos conhecidos do torcedor. Seja pelas atuações sempre acima da média do baixinho Kanté, ou mesmo as jogadas que nos deixam com o coração na mão do zagueiro David Luiz.

O único setor que talvez deixe a desejar é o ataque. Nem Álvaro Morata nem Olivier Giroud tem sido aqueles atacantes que trazem muitas alegrias ao clube. A temporada atual pode mostrar algo diferente. Mas tenho certeza que muitos ainda sentem falta de um centroavante que chama a responsabilidade e resolve.

Diretoria e Comissão Técnica

Antes de tudo, devemos levar em conta que o time é uma empresa e precisa gerar resultados. Esse resultado deve ser tanto dentro de campo como fora dele. Financeiramente, a equipe está bem, e é possível conferir mais sobre o assunto neste artigo aqui.

Quanto aos conflitos e a política de contratações, talvez seja uma discussão interminável, e no fim das contas não podemos prever o futuro. Ninguém poderia adivinhar que alguns jogadores se tornariam peças chaves de seus elencos após saírem do Chelsea. Nesse ponto, o mais fácil é aceitar as decisões, afinal de contas ninguém vai deixar de torcer para o clube.

Já o novo técnico Maurizio Sarri tem feito um bom início de trabalho. Já é possível notar a diferença de posicionamento da equipe e a proposta de jogo. Vai levar um tempo até todos estarem totalmente adaptados ao novo esquema – confira mais sobre este assunto neste post.

Sarri durante entrevista pré-jogo (Foto: Getty Images)

Paciência

Não somente por parte do torcedor, mas de todos os envolvidos. Talvez um pouco mais de tempo para adaptação de jogadores, técnicos, estilo de jogo, seja a resposta para achar a solução de detalhes, que muitas vezes nos incomodam.

A cobrança sobre um clube do tamanho do Chelsea será sempre muito grande, e no geral espera-se resultados rápidos. Mas mesmo quando eles chegam, ainda queremos mais. Lembrando, o Chelsea não terminou a temporada passada sem títulos, e ainda que abaixo do esperado, obteve uma classificação à Europa League.

Então, quando um comentarista menciona que o seu clube de coração talvez não seja o favorito ao título, nem sempre ele precisa parar de trabalhar com futebol. O mais provável é que tenhamos de ter paciência, e aceitar que o clube tem altos e baixos – e aceitar que um bom trabalho precisa de tempo para dar certo.

“As palavras contidas nessa reportagem condizem à opinião do autor, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil”. 

Orlando Werner