O Chelsea joga para ser o primeiro do grupo

Por mais estranho que pareça, o Chelsea foi o único time do Grupo C que passou duas vezes pelo Qarabag com tranquilidade. Com um placar agregado de 10 a 0, os Blues ganharam não só confiança, mas saldo de gols. Para fins de comparação, o Atletico de Madrid empatou duas vezes, e a Roma sofreu para vencer por 2 a 1 fora de casa.

Faltando mais uma rodada para o fim da fase, o Chelsea pode se classificar em primeiro lugar com um simples empate. Tendo em vista algumas surpresas e equilíbrio nos outros grupos, a posição final na tabela já é tema de discussão entre torcedores: vale a pena abdicar da primeira posição para ter um confronto mais fácil?

Combinação de jogos colocou os Blues em primeiro lugar no Grupo C (Foto: Getty Images)

Por alguns simples motivos, a resposta é não. O primeiro deles é puramente esportivo: não deve-se admitir uma derrota forçada, e não importa o motivo – ainda mais quando se está deixando o primeiro lugar. Em outro ponto estão os jogos das oitavas de final – quem se classifica em primeiro, decide em casa.

Não tem muito mistério, decidir um confronto importante diante da sua torcida faz toda a diferença. Relembrando algumas noites memoráveis, podemos citar as oitavas de final em 2012, contra o Napoli; e as quartas de final em 2014, contra o PSG.

Decidir em casa é um fator diferencial para os Blues,
e assim foi no ano do título (Foto: Zimbio)

Por último, e possivelmente o ponto mais polêmico, estão os prováveis adversários. Seguindo a tendência do que já vimos nos grupos, a situação pode ser a seguinte:

Classificação em  1º lugar: Basel, Bayern de Munique, Juventus, Sevilla, Shakhtar Donetsk, Porto ou Real Madrid.

Classificação em  2º lugar: PSG, Barcelona ou Besiktas.

Como já diriam muitos clássicos amantes do futebol, não cabe a time nenhum escolher o adversário. O Chelsea precisa jogar para vencer o Atletico em Londres no próximo dia 6. Depois disso, que venha o sorteio, e por que não pensar na tão sonhada final, em Kiev, no dia 26 de maio?

As palavras neste texto condizem com a opinião do autor, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil.

Category: Opinião

Tags:

Article by: Lucas Sanches