Liga ou Copa: onde a vitória vale mais agora?

Janeiro é o mês de um dos grandes clássicos do futebol de Londres. Chelsea e Arsenal irão se enfrentar três vezes logo no começo deste novo ano, para apimentar a rivalidade que ficou ainda mais latente nos anos 2000, com a montagem de elencos medalhões por ambos os lados. E o primeiro encontro já acontece nesta quarta-feira, às 17h45 (horário de Brasília), pela Premier League, em jogo que fecha a 25ª rodada.
Só que os dois próximos duelos serão valendo vaga em final. Neste caso, trata-se da Copa da Liga Inglesa.

Daqui a exatamente uma semana (dia 10) e, depois, catorze dias mais tarde, é que ocorrerão os confrontos de mata-mata. O Chelsea joga a partida da liga e a definição da semifinal fora de casa. Em Stamford Bridge será apenas o embate do meio, que vale pela ida da Copa.

É justamente dentro deste trio de enfrentamentos particulares do calendário que surge uma dúvida. O que é mais importante: vencer o rival no Inglês ou na Copa?

Analisando friamente, o torneio eliminatório local carrega menor valor, já que nos pontos corridos estão a chance do maior título nacional e as vagas na Champions League. Porém, levando em conta que o dificilmente alguém tirará a taça da Premier das mãos do Manchester City (dada a distância de 15 pontos para o perseguidor mais próximo, o United) e a árdua tarefa dos Blues na Liga dos Campeões (onde pegarão o Barcelona e, neste caso, classificação ou eliminação deve ser encarada como normal), pode estar no “patinho feio” a oportunidade única de erguer um caneco na atual temporada.

O problema é que o paradoxo é maior que o imaginado. Ainda que tenha chances remotas de ser campeão na PL, o Chelsea precisa garantir a presença na próxima UCL. E a brigada nesta parte da tabela está feroz, com os azuis tendo somente cinco pontos de vantagem para o Tottenham, que é o quinto da classificação e o primeiro fora da zona da Champions.

Quem vai priorizar A ou B é Antonio Conte. Ao torcedor do Leão da capital cabe a brincadeira: se o futuro estivesse traçado e os Blues só pudessem levar a melhor em uma vertente, o que escolheria? Mais três pontos para desafogar na batalha pela ida à Champions 2018/19 ou seguir até a final da grande oportunidade de faturar um troféu na jornada de momento? Como diziam os “globais” na década de 1990, “Você Decide”!

As palavras neste texto condizem com a opinião do autor, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil.

Category: Opinião

Tags:

Article by: Patrick Monteiro