Faltou bom senso a Pedro e Courtois

Estou muito bravo. Muito mesmo. Não pela perda da Supercopa da Inglaterra no último domingo (06), mas pela forma como ela se deu. O Chelsea fazia jogo seguro diante do rival Arsenal e vencia por 1-0 até que Pedro decidiu dar uma chance ao adversário. Cometeu falta infantil por trás e levou cartão vermelho de maneira direta. Na cobrança da falta, gol de empate marcado por Kolasinac.

Não bastasse isso, em uma disputa de pênaltis mais confusa que camaleão em frente de arco-íris, o goleiro Thibaut Courtois resolve encarnar Rogério Ceni para se consagrar e bate um verdadeiro tiro de meta. Melhor para os Gunners que tiveram 100% de aproveitamento nas batidas.

Faltou bom senso a esses dois atletas. Pedro não deveria ter colocado tudo a perder em um lance quase na meia cancha. E Courtois é goleiro. Sua função é defender e não chutar. Existem exceções na história do esporte bretão, mas não é todo arqueiro que precisa fazer isso.

Os Blues não mereciam perder outra final em Wembley para o Arsenal. Como afirmei no primeiro parágrafo, foi um jogo muito bem controlado pela parte azul. Os rivais até criavam uma oportunidade ou outra (Lacazette chegou a parar na trave), mas Courtois era quase um espectador, visto que David Luiz, Cahill e Azpilicueta estavam em bom dia.

Victor Moses fez o gol no começo do segundo tempo ao ser completamente ignorado pela defesa adversária. E a partir daí, a partida ficou focada principalmente no meio-campo, onde Kanté engolia quem vestia vermelho e branco. Esse francês é um monstro e dizer isso é redundância.

Antes que esqueça, jogo para se esquecer de Álvaro Morata. Ao entrar no lugar de Michy Batshuayi, que também foi mal, não se concentrou na linha de impedimento e deu condições à Kolasinac para empatar. Ainda chutaria seu pênalti para fora.

O Community Shield é quase um amistoso (se é que não é) entre os campeões da Premier League e da FA Cup. Mas o Chelsea já chega a seu quarto vice-campeonato da competição de maneira seguida e isso incomoda um pouco. E irrita mais ainda quando sabemos que a história poderia ter sido diferente.

Notinha: A partir de semana que vem, minhas colunas serão escritas às segundas.

As palavras neste texto condizem com a opinião do autor, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil.

Category: Opinião

Tags: