É tão difícil assim ganhar do Arsenal?

Cerca de duas semanas atrás, estávamos prestes a nos deparar com uma série de confrontos contra os rivais londrinos. Em 21 dias, Chelsea e Arsenal jogariam três vezes, duas pela semifinal EFL Cup e uma pela Premier League. Nas condições normais de temperatura e pressão, nenhum torcedor blue sofreria pelos jogos, sabendo que o favoritismo estaria sempre em Stamford Bridge. Mas as coisas não estão saindo como o esperado.

Não se trata de nenhum sentimento de soberba. Os números mostram como o Chelsea não deu chances ao Arsenal nos últimos anos. E vamos longe com essas estatísticas. A primeira temporada dos Blues sob o comando do dinheiro russo foi 2003/04, ano que representou a transição de Claudio Ranieri para José Mourinho. De lá até os dias de hoje, foram 41 encontros, seja pela Premier League, copas domésticas e também na UEFA Champions League.

Nos tempos de Drogba, era difícil ver os Blues perder um clássico

O Arsenal ganhou 11 vezes, considerando também os jogos decididos nos pênaltis. O Chelsea venceu 19 jogos, e outros 11 ficaram no empate. Só pela Premier League, os Gunners venceram uma vez desde 2012, e três das últimas quatro vitórias vermelhas foram em finais – uma FA Cup e duas Supercopas da Inglaterra.

Chega a ser redundante falar que os rivais não vivem boa fase há tempos. Arsene Wenger balança no cargo há várias temporadas, e o time sequer joga a UEFA Champions League em 2017/18. Com todo o respeito devido à rivalidade e ao clube, o Chelsea precisa impor sua superioridade sobre o Arsenal dentro de campo.

Lucas Sanches

Eterno projeto de jornalista. Apaixonado por futebol e viúvo do Fernando Torres. Hazard é o melhor jogador do mundo. Twitter: sanches_07