Começando a matar a saudade - Chelsea Brasil

Começando a matar a saudade

Foram praticamente dois meses, mas finalmente o Chelsea está de volta a campo. Em primeiro lugar, não há qualquer razão para fazermos julgamentos na primeira partida da nova temporada. Contra o Peth Glory, vimos o primeiro esboço do que ainda iremos ver no time para as próximas datas.

Ainda nos primeiros minutos do jogo, Pedro fez o gol solitário da noite australiana. Mas não vamos falar de placar, afinal nada se pode esperar do primeiro jogo de uma pré-temporada. Isso sem falar nos mais de dez nomes que estiveram no mundial da Russia e só agora voltam aos trabalhos em Londres.

A partir de agora, comecemos a observar como Maurizio Sarri dá seus toques ao Chelsea. O italiano já começou a contar novamente com David Luiz, deu liberdade para Barkley desenvolver seu jogo e confiou a liderança a Fàbregas. O capitão azul não decepcionou e comandou as melhores ações do time.

Finalmente, um único destaque de peso. Recém contratado, o brasileiro naturalizado italiano Jorginho jogou apenas 45 minutos. Nesse tempo, foram 101 toques na bola e 98 passes certos. O meio campo dos Blues vai causar muitos estragos em 2018/19, e isso já pode ser visto no primeiro dia de trabalho oficial.

As palavras contidas nessa reportagem condizem à opinião do autor, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil

A gente sabe que você também tem o sangue azul. Apoie o Chelsea Brasil e ajude a escrever a nossa história! Link direto para a campanha: https://goo.gl/6AAUzD.

Apoie o Chelsea Brasil

Category: Opinião

Tags:

Article by: Lucas Sanches

Eterno projeto de jornalista. Apaixonado por futebol e viúvo do Fernando Torres. Hazard é o melhor jogador do mundo. Twitter: sanches_07