437301

Você ainda lembra de Alexandre Pato? Brasileiro terá apenas nove jogos em 2015/16

Alexandre Pato foi oficializado como novo reforço do Chelsea no dia 29 de janeiro. Desde então, o brasileiro passou por um longo período para entrar em forma e, enfim, estar à disposição de Guus Hiddink.  Relacionado em poucos jogos, o dono da camisa 11 ainda não fez sua estreia e terá menos de dez jogos para convencer o Chelsea a comprá-lo. Diante deste cenário, fica a pergunta: por que o clube, então, foi atrás do jogador?

A situação do brasileiro nos Blues só reforça o amadorismo que é a diretoria do clube. A vinda de Pato foi motivada pelo momento ruim que o Chelsea vivia na Premier League, próximo da zona de rebaixamento. Ao que tudo indica, Hiddink não queria contar com o jogador, mas foi “convencido” a aceitar sua chegada.

Longe de apresentar o físico ideal para aguentar o ritmo das competições inglesas, passaram-se sete jogos até que Pato fosse relacionado pela primeira vez, contra o Norwich City. Não entrou em campo contra o Stoke City e no revés contra o PSG e nem relacionado foi contra o Everton pela FA Cup. Ou seja, mesmo em forma, Pato não entrou em campo e viu seu atual clube ser eliminado em duas competições na mesma semana.

Ao Chelsea, resta apenas a Premier League, competição na qual os Blues não devem conseguir alcançar o quarto lugar para conquistar a vaga para a Uefa Champions League. Serão nove jogos que o clube terá pela frente e finalmente Pato deve fazer sua estreia. Mas é um tempo muito curto se levar em consideração a expectativa em torno do jogador, já que, se entrar em campo, será como substituto. E pior: o brasileiro deverá jogar como centroavante, o que não faz sentido, pois Pato viveu bons momentos no São Paulo, seu último clube, atuando pelos lados do campo, não como um camisa 9.

Se Hiddink seguir na ideia de que Pato é centroavante e não um meia-atacante, que joga pelos lados, como Hazard, Pedro e Willian, o brasileiro tampouco deve entrar em campo nestes nove jogos restantes, uma vez que o treinador tem priorizado o jovem Traoré (com toda razão).

Dessa maneira, é justo dizer que Alexandre Pato tem sido a verdadeira vítima desse caos que hoje é o Chelsea. O brasileiro foi parar num clube:

1) onde demoraria a entrar em campo;

2) sem o apoio do atual treinador;

3) se escalado, provavelmente será numa posição desconfortável para o jogador;

No final das contas, ao perceber que faltou (mais uma vez) planejamento ao realizar uma negociação, a diretoria do clube deverá comprar o jogador e torcer para que o próximo treinador o utilize com mais frequência. Uma bagunça. A temporada 2015/16 precisa terminar o quanto antes.

As palavras contidas nessa reportagem condizem à opinião do autor, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil.

Compartilhe

Comments

Category: Colunistas

Tags: