img-pourquoi-ricardo-carvalho-est-meilleur-que-john-terry-1443096118_x600_articl

Quando deixamos de ser um bom time defensivamente?

Essa pergunta paira na minha cabeça há um bom tempo, sempre que assisto aos jogos do Chelsea. Acompanho os Blues desde o começo dos anos 2000 (lá pra 2003-2004) e sempre me recordei de uma equipe forte defensivamente.

Forte, para dizer o mínimo. O sistema defensivo sempre foi um dos pontos altos dos Blues. Seja com bons goleiros (Cudicini e Cech) e bons zagueiros (Terry, Ricardo Carvalho, Huth, Alex para citar apenas alguns nomes). O que aconteceu com a mudança de década? Na minha visão as falhas de Gary Cahill e David Luiz ontem (24) contra o Arsenal não tiveram início na partida contra o Leicester ou nessa temporada.

O gatilho para o desmanche do bom sistema defensivo do Chelsea foi iniciado com a renovação do elenco. Aqui abro um grande parêntese: renovação totalmente equivocada e sem planejamento. Renovamo-nos aonde? Perdemos peças cruciais seja pelo mercado ou por desleixo da diretoria. Contratamos Cahill, David Luiz, Kurt Zouma – este último sim demonstrou qualidade técnica para ser titular. Deixamos Cech ir para abrir espaço a Thibaut Courtois (sempre questionado pela torcida e para mim o maior erro do Chelsea nos últimos anos, junto com a saída de Frank Lampard).

The Chelsea team group. Back Row (l-r) Arjen Robben, Petr Cech, William Gallas, John Terry, Ricardo Carvalho, Frank Lampard. Front row (l-r) Michael Essien, Claude Makelele, Didier Drogba, Paulo Ferreira and Damien Duff with mascot
Acompanhar o Chelsea atual com o fraco sistema defensivo faz a torcida querer voltar no tempo (Foto: Chelsea FC)

O futebol é um esporte do qual algumas máximas sempre serão comprovadas. A de que um bom time começa com uma boa defesa é mais do que verdadeira. Um time vencedor e competitivo necessita de um bom goleiro e bons zagueiros/laterais. O que temos é uma realidade longe do ideal: jogadores alternando bons e péssimos momentos, fator responsável pela alternância dos Blues na temporada: ou vence jogando bem na frente, porém pecando na defesa ou perde e a defesa atua desastrosamente.

A derrota do último sábado contra o Arsenal pesa. Não apenas por ser um derby, pesa porque expõe nossas maiores fraquezas, coloca em xeque atletas veteranos no clube e mais do que isso: joga um peso enorme na conta da Diretoria.

Os chefões dos Blues não podem assistir a tudo isso apaticamente, Antonio Conte precisa de reforços afinal Terry e Zouma contundidos serão repostos por Cahill e Luiz em inúmeras outras partidas e não podemos ser reféns da sorte.

As palavras neste texto condizem coma opinião do autor, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil.

Compartilhe

Comments

Category: Colunistas

Tags: