15241190_1503083466387401_7400566272436966969_n

O momento é de tristeza não só no Brasil, mas em todo o mundo

Eu estava preparando um texto para a coluna desta terça, no qual escreveria sobre o mal desempenho do Chelsea, apesar da boa virada no último sábado sobre o Tottenham, rival londrino. No entanto, a notícia da última madrugada, motivo de tristeza para todos nós, deve ser destacada. O avião que caiu e matou a maioria do time da Chapecoense, mais jornalistas e pessoas que trabalhavam no voo.

“Mas Vinícius, isso não tem nada a ver com o Chelsea!”, pode dizer um amigo internauta. Pelo contrário. Tem sim. Tem muito a ver. Não, não estou querendo ligar nenhum acidente histórico que tenha ocorrido com nosso clube, até porque nunca houve tal fato. Mas sim, a solidariedade que lá da da Inglaterra, os Blues estão apresentando.

Além do próprio Chelsea, Willian, John Terry e Diego Costa foram alguns dos jogadores que prestaram homenagens nas suas contas privadas em redes sociais. Isso mostra o quão abaldo está o mundo da bola perante tal acontecimento. Afinal, estamos tratando de vidas humanas. Sonhos que estavam tão vivos, mas se perderam no meio do caminho.

E o amanhã nós nunca saberemos. Pode ocorrer comigo, com você caro leitor, com o próprio elenco do Chelsea. Portanto, não deixe para o amanhã o que você pode fazer hoje. O amanhã é utópico. Não temos o controle dos acontecimentos. Podemos sim nos programar, no entanto, algo inesperado acontece e arruína nossos planos.

Nesse momento, não somos apenas Chelsea. Somos Chape também.

As palavras no texto condizem com a opinião do autor, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil.

Compartilhe

Comments

Category: Colunistas

Tags: