1

O fim de uma era? A impressionante trajetória de Michael Emenalo

Oi, galera! Meu nome é José Aldana e vou escrever uma coluna semanal nas quartas-feiras. Eu sou boliviano e fã do Chelsea desde meus sete anos. Atualmente, eu moro nos Estados Unidos onde estou estudando finanças e economia na Universidade de Kansas. Todos os dias, eu sagradamente acompanho notícias sobre o Chelsea nos principais jornais da Espanha, Inglaterra, Itália e Portugal. Esta semana eu queria começar falando sobre um dos principais rumores em Londres: a possível demissão do Michael Emenalo. Qualquer pergunta que vocês tiverem desse ou outro tópico, pode deixar um comentário abaixo. Go Blues!

A ascensão do diretor técnico Michael Emenalo no Chelsea é uma das histórias mais impressionantes nos últimos anos. Ao contrário do seus colegas, o ex-futebolista nigeriano não tem uma relação de longa data com Roman Abramovich. Bruce Buck, o presidente do conselho, trabalhou na venda de 72% da Sibneft, a companhia petrolífera do magnata russo, à Gazprom por $13 bilhões em 2005. Marina Granovskaia, a diretora do conselho e provavelmente a mulher mais influente do mundo de futebol, é sua conselheira mais confiável desde a compra do clube em 2003. Mesmo assim, apenas Granovskaia possui mais influência que Emenalo dentro do clube.

Ele começou sua carreira futebolística em 1985 e atingiu seu auge representando a Nigéria na Copa do Mundo de 1994, ao lado de Jay-Jay Okocha e Victor Ikpeba. Sua modesta carreira jogando por clubes foi marcada por passagens em clubes menores na Europa e Estados Unidos. O início de seu relacionamento com o Chelsea começou no seu último clube, o Maccabi Tel Aviv, de Israel, onde foi treinado por Avram Grant.

O treinador israelita se mostrou muito impressionado com a inteligência do nigeriano e ofereceu-lhe um emprego como treinador quando parou de jogar aos 35 anos. Após pendurar suas chuteiras, ele mudou-se para os Estados Unidos, onde treinou Virginia Tech antes de se transferia à Academia de Futebol do Tucson.

Quando Grant substituiu José Mourinho como treinador em 2007, os Blues estavam se preparando para enfrentar o Valência na Liga dos Campeões. Ele mandou Emenalo à Espanha para analisar o adversário e seu relatório foi fundamental para o Chelsea conseguir uma vitória por 2 a 1 no histórico estádio de Mastella. Pouco depois, ele foi introduzido a Abramovich, quem decidiu contratá-lo como chefe de scouting. Emenalo rapidamente impressionou o russo com sua lealdade, preparação e experiência. Quando Ray Wilkins foi demitido de seu cargo como assistente do Carlo Ancelotti em 2010, Emenalo foi escolhido para substituí-lo temporariamente. No ano seguinte, André Villas-Boas substituiu Ancelotti e Emenalo foi promovido a diretor técnico.

Emenalo é o principal responsável pela construção do atual elenco, incluindo a contratação do Pedro em 2015.
Emenalo é o principal responsável pela construção do atual elenco, incluindo a contratação do Pedro em 2015 (Reprodução)

Ele é o principal responsável pela construção do elenco atual. Em retrospecto, seu desempenho foi bastante irregular. Por exemplo, Mourinho estava muito frustrado com ele pela falta de contratações de nome após o Chelsea se consagrar campeão inglês em 2014/2015. Emenalo contratou Baba Rahman e Papy Djilobodji – decisão que tem sido alvo de duras críticas – mas não conseguiu a contratação dos principais alvos do português (Pau Pogba, John Stones, Marquinhos, etc.). De certa forma, não houve muita surpresa quando Mourinho foi demitido pela horrorosa defesa do título.

Muito está sendo dito sobre a possível contratação de Walter Sabatini, ex-diretor da Roma, como substituto do Emenalo. Conte parece estar muito interessado na chegada do seu compatriota e a transformação do jeito de fazer negócios do clube. Mesmo assim, eu considero a demissão do Emenalo impossível num futuro próximo.  O nigeriano é o único executivo no clube com experiência no futebol profissional e essa conexão instintiva com a equipe é importante demais. Além disso, a sua estreita relação com Abramovich fortalece sua autoridade no clube.

A demissão do Mourinho foi talvez a decisão mais difícil que o russo teve que tomar desde a compra do clube e ele só confiou em um homem para defendê-la: Emenalo.

As palavras no texto condizem com a opinião do autor, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil.

Compartilhe

Comments

Category: Colunistas

Tags: