Oscar

Não dá mais para ter Oscar no Chelsea

O meia Oscar ganhou o prêmio de melhor jogador da partida na vitória por 3 a 1 sobre o Milan, em Minneapolis pela International Champions Cup. Especulado para deixar o Chelsea há pelo menos dois anos, ele foi titular em apenas 14 jogos na última temporada da Premier League. A coluna de hoje é justamente sobre o desejo de ver todos os rumores se tornarem reais.

O jogador é contestado quase desde o momento em que chegou ao clube, em 2012, sob o comando de Rafa Benítez. Com uma boa apresentação em suas primeiras partidas e um início até positivo, o brasileiro acabou se tornando um dos fortes integrantes da lista de jogadores que ninguém mais explica no plantel do clube (Mikel e Moses também estão por lá).

Ex-Internacional, ele tem seu nome estampado nas manchetes em todas as janelas de transferência, inclusive com clubes oferecendo valores até inacreditáveis por ele. É estranho, mas há quem queira pagar fortunas por seu futebol, que já não é o mesmo que o fez ter destaque no Brasil. Independente disso, os Blues podem encontrar nesse verão europeu uma ótima oportunidade de negociá-lo.

oscar
Antonio Conte teria colocado o meia na lista dos jogadores dispensáveis do elenco, segundo o ‘The Sun’. A imprensa italiana afirmou que o Chelsea estaria disposto a conversar com os italianos da Inter de Milão por um valor próximo a 35 milhões de euros (cerca de R$ 127,5 milhões). No entanto, o treinador defendeu seu atleta, como já era de se esperar.

Oscar é um importante jogador e que teve temporada fantástica quando o Chelsea ganhou o título do Inglês. Na última temporada, todos os jogadores foram mal, não apenas Oscar ou outro atleta. Todos foram mal. Ele é um jogador de grande talento e que tem alto poder de improvisação. Eu estou vendo nele atitude e boas perspectivas“, ressaltou Conte ao site oficial do Chelsea.

Após perder espaço até na Seleção Brasileira, fica claro que ele já não tem mais um papel relevante e precisa reconquistar certo protagonismo para não ser esquecido no futebol. Ao menos pelo que tem feito recentemente. Talvez a mudança de ares seja benéfica para o próprio Oscar e é o maior conselho que poderia dar a ele neste momento.

As palavras neste texto condizem com a opinião do autor, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil.

Compartilhe

Comments

Category: Colunistas

Tags: