conte-mourinho-1260x710

Mourinho não pode criticar Conte pela sua atitude ao final da partida

O Chelsea fez um verdadeiro desfile de carnaval no último domingo em Stamford Bridge. O baile que se viu em campo consolidou de vez o novo esquema tático de Antonio Conte, 3-4-3, usando César Azpilicueta como terceiro zagueiro, Victor Moses e Marcos Alonso como alas e Nemanja Matic e N’Golo Kanté como protetores pelo meio.

Deixando isso de lado por ora, gostaria de focar o assunto de hoje no ex-técnico dos Blues e atual comandante do Manchester United, José Mourinho. O português não foi recebido com aplausos como se esperava. Muito pelo contrário, ironias eram cantadas pelo torcedor, que o viu como inimigo. Nem poderia ser diferente, afinal estamos lidando com alguém que está em um dos nossos maiores rivais.

Em relação a isso, creio que o “Special One” sequer ligou. Eu quero acreditar que pelos anos de experiência que ele tem no futebol, já fosse esperar algo do tipo. É o maior treinador da nossa história? Sim. Somos muito agradecidos a ele? Com certeza. Mas cada dia é um dia. E domingo não era o dele.

Com o placar de 4-0 contra, ele naturalmente já deveria estar furioso com seus atletas. Mas aí se viu o espírito futebolístico transbordando do corpo de Antonio Conte. Ele pediu que a torcida gritasse, agitasse o estádio, aplaudisse o time que acabara de ter uma apresentação de gala. A massa respondeu o apelo do italiano, o que fez estourar os nervos de Mourinho.

Ao apito final, a câmera da geradora de imagens mundial pôde detectar uma parte da conversa de Mourinho com Conte, quando os dois se cumprimentaram: “é só o que eu acho, mas não faça isso que você fez quando tiver 4 a 0. Você pode fazer com o placar 1 a 0, mas goleando já é humilhação”.

Humilhação? Me perdoe José. Mas você está querendo apenas tirar a derrota, essa sim humilhante, que sua equipe sofreu. Não tem nada de ‘humilhação’ em ver algum membro de um time pedindo o apoio da sua torcida. Na Inglaterra, estádios podem parecer teatros com madames batendo palmas a cada lance e o senhor se acostumou com isso. E para Conte, está na hora de isso mudar. Na época de jogador, ele esteve em ambientes muito mais hostis, muito mais vibrantes. E era tudo que ele queria ver. É tudo que eu quero ver.

Mais um motivo para eu apoiar esse italiano no comando dos Blues. Que ele siga com essa aura futebolística e transmita isso aos torcedores. Porque o senhor, seu Mourinho, você mesmo criticou nossa torcida em sua passagem pelo clube, ao afirmar que ‘não conseguia ouvir nossos fãs’. Você deveria aplaudir o que Conte fez, isso sim. Não se contradizer ao dar uma bronca no pé do ouvido do mesmo.

Aceite sua derrota. Abaixe a cabeça e pense no que fez de errado. Porque na próxima vez que você voltar à Fulham Road, eu espero que o senhor encontre um ambiente muito mais barulhento e hostil. Aí eu quero ver qual será sua desculpa.

As palavras nesse texto condizem com a opinião do autor, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil.

Compartilhe

Comments

Category: Colunistas

Tags: