andreas_christensen_97566

Laterais, zagueiros e volantes: como a base pode resolver os setores mais carentes

Está cada vez mais angustiante aguentar o término desta terrível temporada. Eliminado em todas as competições e praticamente sem chance de alcançar uma vaga para a próxima Uefa Champions League, agora cabe ao Chelsea entrar em campo e honrar a instituição. Portanto, já é momento para analisar as posições em que o clube necessita reforços para que a temporada 2016/17 não seja um fiasco como tem sido em 2015/16.

O elenco dos Blues, apesar de possuir bons jogadores, ainda apresenta muitas carências, como, por exemplo, o setor defensivo. À exceção de Terry e o mistério se seu contrato será renovado ou não, não há nenhum outro defensor no elenco capaz de passar confiança ao torcedor. Zouma, em fase de recuperação, é uma grande promessa, talvez já uma realidade, mas ainda é muito jovem. Cahill é a definição de irregularidade: vive de altos e baixos. Miazga é uma incógnita. E não vejo Ivanovic como uma opção confiável para a zaga.

Para 2016/17, o Chelsea não deve cometer o mesmo erro ao ir em busca de apenas um alvo para a zaga – no caso, John Stones. Há uma enorme de variedade de zagueiros disponíveis no mercado e, independente do nome que assuma os Blues, faz-se necessário a chegada de um novo zagueiro, seja ele uma promessa ou um atleta experiente. Especula-se, também, que o jovem Andreas Christensen, emprestado ao Mönchengladbach, possa retornar ao clube para a próxima temporada. Seria o primeiro acerto da diretoria, uma vez que, enfim, privilegiaria a base.

Tão crítico quanto a parte defensiva são as laterais do Chelsea. É necessário contratar um lateral-esquerdo bom e capaz de ser titular, porque Azpilicueta precisa jogar em sua posição de origem. O espanhol apenas quebra um galho na esquerda. Por falar no lado esquerdo, se é para gastar 20 milhões de euros em Baba Rahman, que pouca joga, mas quando entra em campo tampouco convence, que o Chelsea peça o retorno de Nathan Aké, que tem atuado (e muito bem) pelo lado esquerdo na boa campanha do Watford.

Leia mais: A consolidação de Nathan Aké e o desenvolvimento de outros emprestados

Se na temporada passada a dupla Matic e Fàbregas funcionou perfeitamente bem, em 2015/16 parece que o sérvio e o espanhol se conheceram pela primeira vez. Sem entrosamento algum e foi necessário até a presença de Mikel para arrumar o meio-campo. De nada adiante ter um ataque e defesa em sintonia se o meio-campo é falho. Na visão deste colunista, então, nota-se que volante é o setor-chave do time.

Apesar de quebrar o galho e ser constantemente elogiado por Hiddink, Mikel já deu. Está a mais de dez anos no clube e já teve seu auge. Ainda acredito que Matic não desaprendeu a jogar bola e Fàbregas pode voltar a brilhar com mais regularidade. Também apoio a maior frequência de Loftus-Cheek em campo. Se não como volante, vale testá-lo como “10”, como no jogo diante do West Ham tendo conseguido pênalti nos instantes finais – já foi mais eficaz que Oscar.

Mas, de todos os nomes especulados para a posição, Nainggolan é o que mais me agrada. Atualmente na Roma, o belga possui um estilo diferente dos demais. Ele não possui tanto a técnica e a leveza de Fàbregas, mas sabe chegar muito bem ao ataque, seja dando assistências ou marcando gols. E também sabe marcar muito bem. É o belga que dita o ritmo do meio-campo da equipe italiana. Acredito que se Conte de fato assumir os Blues, Nainggolan pode ser um belo reforço.

Há inúmeras soluções para o Chelsea resolver os principais defeitos que ficaram escancarados nesta temporada. É possível utilizar as categorias de base para algumas posições, como Loftus-Cheek, Nathan Aké e Christensen. Mas se o clube optar por focar em reforços mais conhecidos, o que não seria um erro, também é válido. O que é errado é realizar contratações sem sentido algum, como, por exemplo, Falcao García, Baba Rahman, Papy Djilobodji, Miazga..

As palavras contidas nessa reportagem condizem à opinião do autor, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil.

Compartilhe

Comments

Category: Colunistas

Tags: