oscar

Está na hora de vender Oscar

Há menos de uma semana do início da Premier League, Antonio Conte afirmou que pretende se desfazer de alguns jogadores após o período de pré-temporada. Um desses atletas, especula-se que seja o brasileiro Oscar. Com baixo rendimento na temporada passada, porém com bom aproveitamento na International Champions Cup, o camisa #11 não teira convencido o italiano que seja o suficiente.

A grande verdade é que de fato, Oscar é uma incógnita. Quando chegou do Internacional em 2012, o jogador alternou bons e maus momentos. Encantava a torcida com lampejos brilhantes (como aquele gol antológico sobre a Juventus no qual ele deu uma meia-lua sobre ninguém mais, ninguém menos que Andrea Pirlo) como também em outras partidas parecia que o Chelsea jogava com dez em campo, tamanho era sua inatividade.

Na minha opinião não se pode segurar um jogador tão inconstante como Oscar. Eu mesmo achei um absurdo quando a diretoria dos Blues recusou a tal oferta do futebol chinês em janeiro desse ano, que chegava a inacreditáveis 58 milhões de libras.

Espero que Conte pense o mesmo que eu, e venda Oscar para outro lugar. Chega de viver esperando mais de um atleta que dificilmente apresentará mais do que achávamos. Esta janela é a correta para ganhar algumas milhões de libras e investir em outro meio-campista.

As palavras neste texto condizem com a opinião do autor, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil.

Compartilhe

Comments

Category: Colunistas

Tags: