diegocosta-cropped_159f1gm0vr8ft1l84rh6nfchkr

E aí, Diego, vai ou fica?

Diego Costa está estampando as manchetes dos principais jornais desde o meio da última temporada. Supostamente insatisfeito no Chelsea, o atacante poderia retornar ao Atlético de Madrid, clube que o contratou em 2007 e, após vários empréstimos, acabou se destacando. A grande questão é que os Blues não parecem interessados em vendê-lo, Conte não está disposto a abrir mão dele e o jogador não aparenta estar tão de saco cheio assim.

Após muita insistência dos Colchoneros para levar o camisa 19, uma fonte do tabloide ‘The Sun’ afirmou que os rumores deixaram os Blues irritados e o clube inglês prometeu denunciar os rivais à Fifa. O discurso do presidente dos espanhóis mudou imediatamente e, aparentemente, Diego continuará em Londres.

Pessoalmente, gostaria que ele ficasse. O elenco atual do Chelsea não tem nenhum jogador em sua posição que seja de seu nível, pelo menos não até o atual momento. Além disso, com Antonio Conte no comando e toda essa paixão que ele pretende trazer ao elenco, acredito que Costa poderia ser peça-chave em sua filosofia. Independente de concordar ou não com os “métodos” dele, é inegável que Diego tenha uma vontade vista poucas vezes na Premier League.

Seu estilo, digamos, agressivo, foi extremamente criticado desde que ele pisou na Inglaterra. Porém, enquanto os gols saiam e o Chelsea vencia, tudo era secundário. Como a última temporada foi (muito) aquém do esperado, isso ficou ainda mais evidenciado. Particularmente, acredito que a forma como Diego tira os adversários do sério seria vista com mais naturalidade caso acontecesse em uma Libertadores, por exemplo. São as famosas cenas lamentáveis. Não sendo agressão, podem dar ingredientes a mais para a partida. Ingleses não gostam, espanhóis um pouco mais.

atacantes

Pelos números, o recém-contratado Michy Batshuayi pode até parecer melhor. Mas é importante lembrar que ele tem apenas 22 anos e muito a provar no futebol. Diego era e continua sendo uma boa opção para o Chelsea e sob o comando de Conte, pode voltar aos seus melhores dias.

As palavras neste texto condizem com a opinião da autora, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil.

Compartilhe

Comments

Category: Colunistas

Tags: